mj

mj

sábado, 17 de agosto de 2013

LADRÃO QUE ROUBA... LADRÕES ASSALTAM O HIPER EM CAMPINA GRANDE


Um grupo de quatro bandidos invadiu e assaltou a loja do Hiper Bompreço que funciona dentro do Shopping Boulevard em Campina Grande.
O crime aconteceu por volta das 15h30 deste sábado (17/08).
De acordo com clientes que estavam no local, inicialmente os criminosos se passaram também por clientes e renderam os seguranças que estavam dentro do estabelecimento.
Depois, as pessoas que estavam na filas dos caixas foram rendidas.
A ação durou menos de 10 minutos, mas foi tempo suficiente para os ladrões retirarem todo o dinheiro que estava nos caixas abertos.

LADRÕES ASSALTAM TRÊS ESTABELECIMENTOS. EM UM DOS CASOS, VÍTIMAS FORAM AGREDIDAS


Três estabelecimentos foram assaltados na tarde desta sexta-feira (16/08) em Campina Grande.
Os crimes aconteceram  na Avenida Juscelino Kubitscheck (no Cruzeiro) e no no bairro Tambor. 
NO CRUZEIRO
Por volta das 15h30 dois homens, em uma moto, assaltaram o posto de combustíveis “Cruzeiro do Sul” de onde levaram a quantia de 900 reais do frentista.
No dia anterior, segundo a vítima, a dupla esteve no local, abasteceu e saiu normalmente.
“Na verdade, os ladrões fizeram uma sondagem na área para voltar no dia seguinte”.

ASSALTANTES PRESOS NAS MALVINAS. CPTRAN E RÁDIO PATRULHA RETIRAM DUPLA DE CIRCULAÇÃO

 
(Ilustração)
Adair José dos Santos, 19 anos, morador do sítio “Catirina” e Geovanni Ferreira Barbosa, de 23, morador do sítio Grotão, ambos de Puxinanã, foram presos por volta das 22h00 desta sexta-feira (16/08) nas Malvinas em Campina Grande.
Eles são acusados de roubar, de duas mulheres, dois telefones celulares.
Uma equipe da Rádio Patrulha fazia rondas no bairro, foi informada do roubo e das características dos suspeitos que estavam em uma moto.
De imediato, a guarnição começou a “caça”.
Uma equipe da CPTRAN, que fazia blitz nas imediações também foi informada.

BOQUEIRÃO NO FUNDO DO POÇO! É GRAVE A SITUAÇÃO DO AÇUDE


É alarmante a situação do açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), que abastece Campina Grande e mais trinta cidades e distritos da região.
A previsão mais otimista, embora não divulgada pelos técnicos, é de que até final de dezembro o que restar das suas águas não mais servirá para consumo humano.
Os dados oficiais, devidamente maquiados para não aterrorizar a população, dão conta de que hoje (medição da AESA) o reservatório está com 46% da sua capacidade, fato que não corresponde, sobretudo em face do assoreamento que ao longo dos últimos anos diminuiu a área de carga da bacia.