sábado, 14 de dezembro de 2013

IRONIA: ACUSADO DE MATAR POLICIAL DA ROTAM CUMPRIA PENA ALTERNATIVA NO 2º BPM

(Felipe Neguinho: uma vez por semana cumpria pena alternativa no Quartel)
Ao menos uma vez por semana, Felipe Ferreira Nogueira, o “Felipe Neguinho”, acusado de assassinar o policial Janderson Pereira, tinha obrigação de comparecer ao Quartel do 2ºBPM para cumprir pena alternativa imposta pela Justiça.
(Felipe: agora sem alternativa)
Ele fazia “serviços gerais” havia quatro meses.
Essa “Pena Alternativa” se estenderia até 2016.

DUPLA INVADE BAR EM CAMPINA; EM PUXINANÃ QUADRILHA ASSALTA POSTO E CLIENTES. EM ESPERANÇA AGRICULTOR FOI ROUBADO



Por volta das 21h30 desta sexta-feira (13/12) dois homens com armas de fogo invadiram um bar nas imediações do Parque do Povo em Campina Grande, anunciaram o assalto, roubaram o estabelecimento, funcionários, clientes e um carro.
A proprietária informou que os ladrões levaram “800 reais” do caixa, além de celulares, carteiras e bolsas dos clientes.
Na fuga, a dupla abordou uma mulher e tomou dela um veículo Pálio que foi localizado duas horas depois no bairro Cidades.
Os ladrões também agiram em Puxinanã, região metropolitana de Campina, em um posto de combustíveis.
O crime foi praticado por seis homens em três motos.

POLICIAS MILITAR E CIVIL APRESENTAM ACUSADOS DA MORTE DO SOLDADO DA ROTAM

(Felipe Neguinho: ele nega, mas "foi ele quem atirou no policial")
Durante coletiva na manhã deste sábado (14/12), na Central da 10º Seccional de Polícia Civil, foram apresentados quatro homens acusados de envolvimento na morte do policial militar José Janderson Pereira Bezerra, 28 anos, assassinado a tiros na noite de quinta-feira (12/12), quando fazia serviço de segurança em um restaurante da Avenida Manoel Tavares no Alto Branco.
Eles foram presos pela polícia militar (2ºBPM), em bairros da zona norte, ontem a noite e na manhã de hoje.
São eles: Michael Ventura dos Santos, 20 anos, Cristiano de Souza Medeiros de 27, Felipe Ferreira Nogueira, o “Felipe Neguinho”, de 23, e Josimar Barbosa da Cruz, “bracin”.
O acusado de assassinar o soldado Janderson é Felipe Neguinho que cumpria pena alternativa no 2ºBPM.
De acordo com a Polícia Militar o objetivo do bando era assaltar o estabelecimento onde estava o policial.
(Michael, Cristiano e Felipe: acusados)
AS PRISÕES
Cristiano e Michael foram os primeiros a serem presos em suas casas, sem reagir à ação policial;
Felipe Neguinho também foi preso sem resistir e na manhã deste sábado, Josimar foi detido no Alto Branco.
Os policiais chegaram aos acusados, após receberem inúmeras pistas.
("Bracin": planejou o assalto e conduzia a moto onde estava Felipe)
A CONFISSÃO
Na Central, Michael e Cristiano foram ouvidos separadamente.
Michael disse que estava na casa do primo (Cristiano), que por sua vez, disse bebia em casa com familiares e que um havia emprestado a moto para outro.
Ambos negaram envolvimento.
Aos confrontá-los, ocorreu uma série de contradições.
Depois de exaustivas três horas de depoimentos, Michael Ventura “abriu o jogo” e detalhou tudo que aconteceu.
Cristiano, também forneceu detalhes.
De acordo com o relato de Michael, “o objetivo era assaltar um restaurante chinês” (na verdade japonês) inaugurado recentemente na Manoel Tavares.
A ação foi planejada por Josimar “bracin” na “barraca” de uma mulher e “Felipe Neguinho” matou o policial.
Coube a Cristiano e Michael “regular o tempo”, que de acordo com a Delegada Cassandra Duarte, quer dizer: “fazer o reconhecimento do terreno” onde seria cometido o delito.
O ASSALTO, O ASSASSINATO
Planejada a ação de invadir o restaurante, duas duplas saíram para realizar o crime de roubo: Michael e Cristiano em uma moto, e Josimar e Felipe Neguinho em outra.
As câmeras de segurança do estabelecimento indicam que os quatro homens nas duas motos, passam na lateral e em frente ao estabelecimento duas vezes.
Disse a Delegada Cassandra e o Major Sinval: “Janderson teria observado que as duplas nas motos, quando passaram pela primeira vez, estavam em atitude suspeita. Certamente na segunda investida, o policial percebeu que se tratava de um assalto e o carona da segunda moto (Felipe Neguinho) atirou friamente em Janderson que ainda revidou”.
(Cúpula da Segurança Pública, num sábado em Campina)
O DESFECHO
Após o balear o PM e o roubo não ter sido realizado, os quatro, de acordo com Michael, se encontraram num bar da zona norte e Josimar confessou: “P.Q.P!!! Deu tudo errado. Parece que o cara foi morto, e parece que o cara é policial”.
Os quatro vão responder por associação criminosa, mas de acordo com a Delegada Cassandra, Michael e Cristiano, não devem responder por homicídio. 
Duas motos foram apreendidas, mas a arma do crime não foi encontrada.
Os quatro acusados foram entrevistados pela imprensa.
Michael e Cristiano assumiram que foram para assaltar, mas negaram qualquer envolvimento na morte; Felipe negou o crime, pois disse que estava em casa e Josimar também afirmou que no momento da ação criminosa estava na companhia da esposa, também em casa.

PM PRENDE ACUSADOS DE MATAR SOLDADO JANDERSON EM CAMPINA GRANDE

(Major Sinval Silva)
O Major Sinval Silva, subcomandante do 2ºBPM, usou o facebook no final da madrugada deste sábado (14/12) para comunicar as prisões dos acusados de assassinar o soldado José Janderson Pereira  (ROTAM/2ºBPM).
(Soldado Janderson Pereira)