mj

mj

sábado, 12 de abril de 2014

MAIS DE “200 QUILOS” DE MACONHA E CRACK: TUDO QUEIMADO

 
A Polícia Civil incinerou 220 kg de maconha e crack em Campina Grande, nesta quinta-feira (10/04).
O volume de drogas foi apreendido nos últimos dois anos e tem um valor de mais de “Um milhão de reais”, no mercado do tráfico.
O delegado Danilo Orengo, da Roubos e Furtos, informou que a incineração foi comunicada ao Poder Judiciário, à Vigilância Sanitária e ao Ministério Público, seguindo as normas específicas da ação.


MUITO TIRO E MUITA BALA, MUITO TIRO E MUITA BALA!!!

 
Cerca de 100 atiradores da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco, estão sendo esperados para a “Prova de Tiro” em Campina Grande, neste domingo (13/04), que ocorrerá na Fazenda Maria da Luz, a partir das 09h00.
A “Prova de Tiro” trata-se da segunda etapa do campeonato paraibano de “Tiro Prático” em conjunto com a segunda etapa do campeonato norte rio-grandense.
Entre os atiradores estão profissionais selecionados para representar a delegação brasileira no mundial de tiro que acontecerá em setembro nos Estados Unidos.

LADRÕES ROUBAM CAMINHÃO COM CARGA DE TVs E GELADEIRAS; VEÍCULO FOI ENCONTRADO NO MUTIRÃO

 
Um caminhão que foi roubado na tarde da quinta-feira (10/04), na BR 412 entre Prata e Sumé, cariri paraibano, foi encontrado sexta-feira (11), no bairro Mutirão em Campina Grande.
Segundo relatos do motorista e do ajudante dele, por volta das 17h30, quatro homens em um celta de cor branca, os abordaram e tomaram o veículo da empresa Gazin (caminhão baú, placas ANX 0074) que tinha uma carga de geladeiras e TVs motoristas de caminhão foram abandonados após terem sido assaltados.

MENINAS "SUPER PERIGOSAS": DUAS LADRAS DE 14 ANOS E UMA DE 19 ROUBAM MULHERES NA PRATA

 
Duas jovens de 26 e 29 anos foram roubadas na Rua José de Alencar, no bairro Prata, em Campina Grande, por volta das 16h30 desta sexta-feira (11/04).
O crime aconteceu próximo ao “estadual”.
A polícia militar foi acionada e apreendeu duas adolescentes de 14 anos que moram na Liberdade e Bodocongó.
Natália Alves, de 19, que estava na companhia das “meninas”, foi presa.
Ela também mora na Liberdade.
As ladras (todas) usavam facas como armas.
O trio roubou celulares, documentos e pequena quantia.
A polícia bem que tentou, mas as vítimas que moram no Pedregal, não quiseram “representar contra as acusadas” que saíram no lucro.