mj

mj

domingo, 12 de outubro de 2014

DISCUSSÃO EM BAR TERMINA COM DOIS MORTOS E UM FERIDO; ACUSADO É IRMÃO DE UMA DAS VÍTIMAS

(Izaque: acusado das mortes e tentativa)
Dois homens foram assassinados e um terceiro ficou ferido quando estavam bebendo em um bar no sítio “Mocotó”, em Cacimba de Dentro, no Curimataú.
Os mortos são os agricultores Ezaquiel Freire da Silva, 27 anos, que morava também no sítio Mocotó e  Daniel Santos de Oliveira, de 29, que morava no sítio “Logradouro”.
Junior Silva Gomes, de 20, saiu ferido.
O acusado do duplo homicídio e da tentativa de homicídio é Izaque Freire da Silva Lima, 30 anos, irmão de Ezaquiel.
Júnior disse que estavam bebendo em um bar, quando começou uma confusão.
O acusado sacou um revólver e começou a atirar em todos.
Junior caiu no mato e se fingiu de morto.
Ele avistou ainda Izaque pegando o revólver do irmão e fugiu em uma motocicleta Bros vermelha.
Pensando que os três tinham morrido, o acusado voltou ao local em um carro e foi surpreendido pela guarnição da polícia que estava socorrendo o sobrevivente que de imediato apontou para Izaque o denunciando.
Participaram da prisão: Cabos Valfredo, Oliveira, Galdino, Gentil, Gláucio, soldados Afrânio e Inocêncio.
(Fonte: Michele Marques/portalmidia)
Foto portalmidia

ENTERRO DE POLICIAL MILITAR SERÁ NESTE DOMINGO EM SOLEDADE

(Soldado Alexandre Alves Correia Guerra)
O enterro do soldado Alexandre Alves Correia Guerra será neste domingo (12/10) no Cemitério de Soledade, no Agreste.
O corpo está sendo velado na Câmara Municipal (em Soledade).
O soldado Guerra fazia parte 10ºBPM e foi assassinado com um golpe de faca no pescoço.
O crime aconteceu por volta das 03h00 deste sábado (11).
O policial, que tinha 28 anos, morava em Soledade e estava de folga quando foi morto.
Ele participava de uma festa em um clube social, em Juazeirinho, no Cariri quando foi surpreendido pelo assassino que sem nenhuma discussão aplicou o golpe na vítima, disseram testemunhas.
Guerra estava na PM havia cinco anos.
(Evadir: assassino preso em flagrante)
O acusado, Evandir Martiniano Dias, de 33 anos, foi preso em flagrante na zona rural do município.
A guarnição do 3º sargento Cleodon Cabral efetuou a prisão.
O acusado alegou ter sido agredido pelo PM.
O policial cursava Direito na UNESC em Campina Grande.