Menu

terça-feira, 17 de março de 2015

A “LEI DO CÃO”: A PARTIR DE ABRIL TRANSPORTE CLANDESTINO EM CAMPINA GRANDE VAI SER COMBATIDO SEM PIEDADE

(A reunião no MP foi para "bater o prego e virar a ponta") 
A PARTIR do mês de abril a STTP, a CPTran, a Polícia Militar e a Polícia Civil, além do Ministério Público, vão realizar operações conjuntas, três vezes por mês, para fiscalizar o transporte clandestino/alternativo de passageiros em motos e carros na cidade de Campina Grande.
Numa audiência realizada na manhã desta segunda-feira (16/03), no Ministério Público, em Campina Grande, os órgãos responsáveis pela fiscalização do trânsito e da segurança pública assumiram o compromisso de participar das operações.
A “Lei do cão”, como já está sendo chamada por alguns mototaxistas e motoristas que fazem o transporte alternativo, determina que havendo o flagrante do transporte de passageiros, o condutor VAI TER QUE SER LEVADO PARA A DELEGACIA.
Atualmente existem, em média, 3.000 motos e 200 carros que realizam o transporte clandestino/alternativo em Campina Grande.
O sistema de transporte legalizado na cidade tem cerca de 1.000 motos, poucos mais de 600 taxis e 220 ônibus. 
Aguardemos o que vem pela frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário