Menu

terça-feira, 31 de março de 2015

MULHER DE ACUSADO NO ENVOLVIMENTO DE CRIME DO SERROTÃO DECLARA QUE MARIDO É INOCENTE


A esposa do apenado Luciano Guedes da Silva (“Nego Penca”) deixou uma mensagem no facebook de Renato Diniz (do renatodiniz.com) indagando por qual motivo o nome dele aparece como um dos envolvidos no crime do qual foi vítima o apenado Ricardo Pereira do Nascimento, o “Baiano”, de 39 anos.

O crime aconteceu na tarde de 15 de março.
DE ACORDO COM O RELATÓRIO DA POLÍCIA CIVIL, BASEADO NAS IMAGENS E APOIADO NAS INFORMAÇÕES DOS AGENTES, SEIS APENADOS PARTICIPARAM DO HOMICÍDIO.
O blog relatou a versão dos investigadores.

Segue abaixo o desabafo e a preocupação mulher do apenado

“Opa , fui no seu site e lá vi que tem dizendo o nome do meu esposo (nego penka ) e como mulher dele tenho mais é que defende-lo!
QUEM INFORMOU O NOME DO MEU MARIDO, DIZENDO QUE ELE ESTAVA ENVOLVIDO NESSE HOMICÍDIO? "CARAMBA".
VOCÊS COM O VÍDEO EM MÃOS E AINDA DIZEM QUE ELE ESTÁ ENVOLVIDO NO HOMICÍDIO TODO MUNDO, ATÉ POUCOS CONHECEDORES DESSES ASSUNTOS, PERCEBE QUE NO VÍDEO O MEU NÃO FAZ NADA!
Ele estava de mão para trás de camiseta daí começa a confusão ele realmente puxa um espeto ou outro objeto porque ele lá dento tem inimizades, PORÉM ele não desfere nenhuma "espetada ou facada" nesse rapaz !
Sei bem que você não tem culpa porque essa informação foi dada , mas como sei que nenhum repórter, delegado (A) , diretor (a) ou qualquer outra pessoa pode declarar falsas acusações calunias" a uma pessoa porque mesmo ele não sendo "santo" ele tem quem o defenda posso não ser ninguém pra vocês. 
Mas não posso ficar calada !!! REPITO , o vídeo mostra que ele não desferiu nenhum golpe.
São três os crimes contra a honra tipificados pelo nosso código penal: Calúnia (art. 138); Difamação (art. 139) e Injúria (art. 140)".

O Delegado Antônio Lopes, EM ENTREVISTA COLETIVA CONCEDIDA NESTA MANHÃ DE TERÇA-FEIRA (31/03) declarou:
“Sobre a participação de Nego Penca fica evidente que ele não desferiu nenhum golpe em Baiano, no entanto ele estava armado e ao lado da vítima. Ele disse que não sabia que aquilo iria acontecer, mas puxa a arma, corre ao encontro da confusão e  procede para que os outros presos não interferissem no que estava acontecendo”.
Essas declarações foram repetidas na noite desta terça-feira, por telefone ao renatodiniz.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário