Menu

quinta-feira, 16 de abril de 2015

ADOLESCENTE DE 15 ANOS É APREENDIDO APÓS ESTUPRAR O IRMÃO DE APENAS SETE ANOS

lustração
Um adolescente de 15 anos foi apreendido por agentes das delegacias da Infância e Juventude e de Repreensão a Crimes Contra a Infância e Juventude, acusado de estuprar irmão de apenas sete anos.
O caso aconteceu nesta quarta-feira (15/04) um uma casa na zona leste de Campina Grande, onde eles moram.
A apreensão ocorreu em flagrante delito.
Inicialmente o infrator quis negar o crime, mas depois confessou.
O a vitima também confirmou.
A mãe não sabia do crime.
São sete filhos.
O abuso pode ter sido iniciado quando a criança ainda tinha cinco anos.
“A mãe não estava em casa e ficou sabendo pelos parentes. A criança chegou chorando e os familiares começaram a perceber e num exame rápido, nas partes intimadas da criança, perceberam que estavam com marcas, violadas. A mãe imediatamente foi ao Conselho Tutelar e o Conselho nos informou. Como a situação foi um flagrante, nos apreendemos o adolescente que vai ser apresentado ao Ministério Público para que sejam tomadas as providências pela justiça”, disse a delegada Nercília Dantas.
(Delegada Nercília Dantas)
A policial afirmou que os pais devem tomar precauções.
“Os pais têm que ter bastante cuidado. Têm que estar muito atentos. A sexualização cada vez mais cedo das crianças está sendo vista a olho nu. Isso influencia. Criancinhas, não têm que estar na companhia de adolescentes. Crianças que ainda não falam totalmente, são indefesas. Criança que já fala é mais fácil de se defender. Ela sabe contar o que ocorreu”.
A delegada concluiu alertando: “a gente aqui já percebeu que tem uma fase que é crítica. É justamente a fase entre os oito e doze anos de idade, pois é uma fase em que a criança começa a ter vergonha. Então mesmo quando ela é vítima e abuso nesta fase, ela não tem coragem e falar, pois se sente envergonhada. Então os pais têm que ficar atentos neste sentido. Nunca é bom deixar a criança só durante muito tempo (sem a presença deles). Têm que ficar atentos sobre os filhos mais velhos tomando conta dos filhos menores. Este é um cuidado básico. Outra coisa: um adulto que fica muito tempo com crianças, cercado de crianças, a gente tem que olhar com certo cuidado. Olhar com certo cuidado adultos que sempre querem se cercar de crianças, dar presentes. Em muitos casos os adultos querem criar uma oportunidade para abusar das crianças”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário