Menu

segunda-feira, 20 de abril de 2015

ASSASSINATOS EM CAMPINA: MORTES OCORRERAM NO CONJUNTO CINZA, SÃO JANUÁRIO, MALVINAS E TAMBOR

(Crispinho Alencar)
Campina Grande teve um final de semana e uma segunda-feira (20/04) violentos.
Como se não bastassem os assassinatos da enfermeira Aucilene, do duplo homicídio no sítio Gaspar e a morte de um usuário na “Vila dos Teimosos”, outros quatro homicídios foram registrados na cidade.
No Conjunto Cinza, Crispinho Alencar da Silva, de 45 anos, foi espancado até a morte.
O corpo dele foi encontrado dentro da casa onde morava, na tarde deste domingo (20/04).
Crispinho teve afundamento de crânio.
(Paulo:um dos acusados de matar Crispinho)
Os acusados Paulo César Mendonça Silva e Aguinaildo de Queiroz Lins foram presos pela polícia militar na localidade “balaio de gatos”, próximo ao sítio Lucas.
Os acusados confessaram o crime.
O delegado Francisco de Assis disse que tudo foi motivado pelo consumo de droga.
O policial afirmou ainda que Paulo César é pessoa bastante temida.
(Cláudio foi morto dentro de casa)
Na comunidade São Januário, em Bodocongó, Cláudio Silva Santos, de 23 anos, foi morto dentro de casa, vítima de três tiros no rosto.
O crime aconteceu por volta das 22h00.
Cláudio era usuário de droga e já havia sido preso.
Familiares disseram à polícia que recentemente ele foi flagrado tentando jogar droga e celulares para dentro da Penitenciária do Serrotão.
O assassino fugiu a pé.
(Terreno baldio onde homem foi morto no Tambor)
E na madrugada desta segunda-feira (21), por volta 01h20, um homem, não identificado, foi assassinado com quatro tiros nas costas e no tórax.
O homicídio aconteceu num terreno baldio, próximo ao Instituto dos Cegos, no Bairro Tambor.
JOVEM APEDREJADO NÃO RESISTIU
E morreu no domingo no Hospital de Trauma, em Campina Grande, o jovem Bruno Pedro Simão, de 19 anos.

Na manhã do sábado (18), por volta das 09h30, ele foi encontrado agonizando em um campo de futebol (campo do “Veteranos”), próximo a Rua das Umburanas, Malvinas.
O rapaz teve afundamento de crânio provocado por pedradas.
O SAMU fez a remoção dele para o hospital, ele não suportou os ferimentos.
Em Campina Grande, este ano, 48 “Crimes Violentos Letais Intencionais”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário