Menu

quinta-feira, 2 de abril de 2015

CPI DA ÁGUA SEM CONSENSO EM MONTADAS

(Ramalho Antônio: "aguardo o consenso")
Um dos municípios mais castigados pela falta d’água, falta consenso...na câmara.
Mais uma vez, em Montadas, no Agreste paraibano, os vereadores não formaram a CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito, para apurar denúncias de que a prefeitura teria beneficiado ou beneficiaria determinadas pessoas na distribuição de água.
Só o PSDB, em consenso, indicou os dois representantes (Cássio Avelino e Fagner Júnior).
Seilândia Basílio, do PSB, se alto indicou como titular e indicou Ricardo Gleidson (Belo) como suplente.
Isso gerou discórdia no partido.
O vereador Basto Militão, (do mesmo partido) não ficou satisfeito e pediu a Seila que o indicasse como titular, pois segundo ele o irmão da vereadora é investigado com um contrato de um carro pipa com o município.
De acordo com Basto, a vereadora (por ter um irmão investigado) ficaria impedida de participar.
Resultado: isso gerou uma crise na bancada do PSB.
O líder do DEM, Ronaldo de Oliveira se alto indicou e para suplente indicou Edvan Porto (Novin).
Novin não aceitou esta indicação.
Cicero Liberato (Tito), do mesmo partido, solicitou entendimento da bancada e sugeriu o seu nome como titular e teve o apoio do vereador Novin.
Foi criado mais um impasse.
O presidente Ramalho Antônio, em contato com o renatodiniz.com, afirmou que “a CPI vai ser instalada, mas espero que o consenso seja instalado bem antes. Eu cumprirei o regimento da Casa”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário