Menu

terça-feira, 14 de abril de 2015

“EU SACRIFIQUEI O CACHORRO, POIS ELE JÁ ESTAVA MUITO DOENTE E SOFRENDO”, DIZ JOVEM QUE ATEOU FOGO EM CÃO AINDA VIVO

Na manhã desta terça-feira (14/04) a reportagem da TV Borborema registrou o momento em que o jovem de 19 anos, acusado de matar um cachorro a pauladas e atear fogo do corpo do animal, entrou no gabinete do delegado Iasley Almeida, para prestar esclarecimentos.
Ao término do depoimento ele não quis gravar entrevista, mas disse o cachorro estava muito doente e resolveu sacrificá-lo.

O rapaz adiantou que jogou álcool no animal para ele não exalar odor para os vizinhos.
A avó dele garantiu que o neto está muito abalado com a repercussão.
“Ele está muito arrependido. Já chorou muito. Também me disse que o cachorro estava muito doente, não comia mais e já estava morrendo”.
O delegado Iasley Almeida disse que ele é acusado de maus tratos e o inquérito será remetido à justiça que vai definir a punição.
COMO FOI
Um homem ateou  fogo e deu pauladas até matar o cão.
O ato covarde aconteceu sexta-feira (10/04) no distrito de Santa Terezinha, em Massaranduba, na grande Campina.
O cãozinho gritou, agonizou, mas de nada adiantou.
A cena foi gravada em um celular, por um (a) cúmplice.
O acusado usou álcool para que as chamas não apagassem e o cãozinho morresse.
Tudo durou aproximadamente seis minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário