Menu

segunda-feira, 25 de maio de 2015

ACUSADO DE TRÁFICO NO RIO DE JANEIRO É PRESO EM CAMPINA GRANDE; ELE RECEBIA 140 MIL REAIS POR MÊS PARA DISTRIBUIR COCAÍNA, DIZ POLÍCIA

O foragido da justiça carioca Edvandson Gonçalves Leite, 49 anos, foi preso nesse domingo (24/05), na cidade de Campina Grande, numa ação conjunta entre a Delegacia de Combate às Drogas do Rio de Janeiro e o Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil da Paraíba.
Ele é considerado o chefe do tráfico mais procurado da comunidade Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, e um dos comandantes da facção ‘Comando Vermelho’.
Leite recebia uma mesada de “140.000,00 reais” de traficantes pela grande quantidade de cocaína vendida na comunidade, semanalmente.
De acordo com o delegado titular do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, Edvandson Gonçalves estava na Paraíba desde a quarta-feira (21/05) onde veio na companhia de uma mulher para conhecer as praias de João Pessoa.
“Edvandson esteve na sexta na praia de Tambaú e no domingo retornou para Campina Grande, onde foi abordado no bairro da Prata. Ele estava em um veículo Gol e não reagiu. Quando pedimos o documento, o foragido apresentou um documento falso e foi autuado por uso de documento falso. Vamos investigar qual o real motivo dele aqui na Paraíba”, explicou o delegado.
Terruel disse que Edvandson era o número 1 do tráfico na comunidade Cidade de Deus.
“Ele é irmão de um traficante que está preso em um dos presídios federais. Edvandson vende 20 kg de cocaína por semana e por isso recebe uma mesada de “140.000,00 reais” mil do tráfico de drogas. É uma grande quantidade de drogas vendidas em curto espaço de tempo”.
Edvandson Gonçalves foi condenado a 27 anos por tráfico de drogas, associação ao tráfico de porte de arma de fogo.
Ele cumpriu 19 anos e quando recebeu o beneficio do regime semiaberto, não retornou para a unidade prisional.
De acordo com as investigações da polícia, o traficante já teria visitado a Paraíba em 2014 e tinha voltado a visitar este ano.
“Os policiais receberam denúncias de que o homem chegou ao estado na quarta-feira (20), e no sábado (23), foi visto na praia de Tambaú, em João Pessoa“.
O preso será levado para um dos presídios de Campina Grande de onde vai aguardar transferência para o Rio de Janeiro.
(portalcorreio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário