Menu

domingo, 3 de maio de 2015

RETIFICAÇÃO: CASA QUE ATEARAM FOGO NÃO PERTENCE A JOVEM QUE FOI ASSASSINADO EM CAMPINA GRANDE

(RETIFICAÇÃO)
A casa onde morava Lucas Silva Oliveira, no Dinamérica, não  foi o alvo de um incêndio no final da noite deste sábado (02/05), como afirmou o blog, mas sim outra residência vizinha.
O corpo de bombeiros foi chamado e evitou que o fogo se alastrasse.
Lucas, de 25 anos, foi assassinado com três tiros de revólver na tarde da sexta-feira (01/05), na Travessa Beira Rio, no Bairro Dinamérica, em Campina Grande.
O local é conhecido ainda como “sovaco da cobra”.
Horas após o crime uma fonte confidenciou ao renatodiniz.com que ouviu “gente dizendo que ia tocar fogo na casa com tudo dentro”.

Antes do incêndio, na sexta-feira a noite, parte dos móveis e utensílios foi retirada da residência.
“Foram quatro carroças de burro cheias de móveis. Tinha gente armada com pistola e espingarda e dizendo que voltariam para tocar fogo no que sobrou”, disse a fonte ao renatodiniz.com.

O incêndio se confirmou, mas não em grandes proporções.
ARMAS NO ENTERRO.
Por volta das 17h00 deste sábado (02) guarnições da polícia militar/2ºBPM, durante uma revista em um ônibus escolar que voltava do enterro de Lucas Silva Oliveira, em Lagoa Seca, encontraram uma espingarda calibre “12”, um revólver calibre “32” e uma “espingarda de brinquedo” (tipo calibre “12”).
No veículo havia 24 pessoas.
O ônibus (da prefeitura de Lagoa Seca) com os ocupantes foram conduzidos até a Central de Polícia em Campina Grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário