Menu

segunda-feira, 4 de maio de 2015

RACIONAMENTO: CAMPINA PODERÁ FICAR TRÊS DIAS POR SEMANA SEM ÁGUA; ROMERO CONVOCA REUNIÃO DE EMERGÊNCIA PARA AVALIAR A CRISE HÍDRICA NA CIDADE

Campina Grande e outras 18 cidades da região podem ter um aumento das atuais 36h para 60h semanais sem água.
O aumento no racionamento, que passaria a ser de mais um dia por semana, poderá começar no dia 15 deste mês e prolongar em até 43 dias o abastecimento de água antes da chegada ao volume morto do açude de Boqueirão, que é o manancial responsável pelo abastecimento da região.
Atualmente, o açude de Boqueirão esta com apenas 19,6% da capacidade de armazenamento, segundo a Agência Estadual de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).
O pedido para prolongar o racionamento foi feito pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB).
De acordo com o gerente regional da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) em Campina Grande, Simão Almeida, o MPPB havia solicitado um novo estudo para que medidas fossem tomadas prevenindo o desabastecimento.
“Essa possível ampliação foi um pedido do MPPB para que a Cagepa apresentasse um novo estudo com esse acréscimo nos dias de racionamento. Elaboramos o estudo e vamos apresentar, nos próximos dias, a proposta de acréscimo de mais 24h, totalizando às 60h semanais sem água”, disse o gerente Simão Almeida.
O aumento vai possibilitar a prorrogação do prazo para o alcance do volume morto do açude de Boqueirão, que representaria uma dificuldade maior no abastecimento.
“Vale ressaltar que esse aumento de apenas um dia vai proporcionar uma economia e fazer com que o volume morto, que esta previsto para ser atingido no dia 8 de dezembro, seja alcançado apenas em 20 de janeiro de 2016. São 43 dias que temos a mais para aguardar por mais chuvas”, afirmou Simão Almeida.
Após a reunião com o MPPB, a proposta deve ser enviada para o governador Ricardo Coutinho, que é quem deve decidir sobre o aumento ou não do racionamento.
Caso venha a ser aprovado, o racionamento deve ocorrer entre 17h00 dos sábados e 5h00 das terças-feiras.
(Halan Azevedo/portalcorreio)
ROMERO CONVOCA REUNIÃO DE EMERGÊNCIA PARA AVALIAR A CRISE HÍDRICA EM CAMPINA
O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, vai promover reunião na próxima segunda-feira (12), com os principais órgãos e entidades representativos da sociedade campinense, para debater medidas visando à economia do consumo de água, face à situação critica que se encontra o açude de Boqueirão, que abastece a cidade.
Trata-se de uma ação preventiva e o próprio prefeito deverá, no encontro, anunciar medidas de impacto, as quais devem afetar todos os setores produtivos de Campina Grande e a população de modo geral.
Para o encontro com o prefeito devem ser convidados representantes da Cagepa, Associação Comercial, CDL, Federação das Indústrias da Paraíba, Lions, Rotary, Clubes de Mães, UEPB, UFCG, Associação Campinense de Imprensa, ISA, Exército, ANA, Assembleia Legislativa, Câmara Municipal, dentre outros.
(Codecom)

Nenhum comentário:

Postar um comentário