Menu

quinta-feira, 2 de julho de 2015

“EU DEI UM BOCADO DE MURROS NO FOCINHO DELE”, DIZ ACUSADO DE ESPANCAR AGRICULTOR ATÉ A MORTE. ELE FOI PRESO PELA POLÍCIA CIVIL

(Josinaldo  Oliveira Silva: arrependido)
Policiais civis em Lagoa Seca prenderam em Bayeux, na grande João Pessoa, Josinaldo Oliveira Silva, 27 anos, agricultor.
Ele é acusado de assassinar com socos e pontapés o também agricultor José Marcos de Farias, de 56 anos.
O crime aconteceu no dia 12 de junho no distrito Alvinho.
“Zé Marcos”, quando foi encontrado sem vida, estava com o rosto bastante machucado.
Na manhã desta quinta-feira (02/06) Josinaldo  recebeu “voz de prisão” quando se preparava para trabalhar numa construção civil.
Ele não resistiu.
Foi cumprido um Mandado de Prisão Preventiva.
A reportagem da Patrulha da Cidade/TV Borborema conversou com o acusado que não negou o crime e deu sua versão.
“Eu tinha bebido e estava sentado. Ele começou a me perturbar e começou a me encarar. Ele tinha bebido também. Eu não conhecia ele. Ai eu fui pra um canto e ele não deixou eu passar. Fui pra outro canto e ele foi na frente e me empurrou”, disse Josinaldo.
Em seguida ele contou como acabou matando “Zé Marcos”.
“Eu dei uns murros na cara dele, pisei no pescoço dele, dei uns chutes nele, e dei um bocado de murros no focinho dele. Foi isso”.
O acusado, disse ainda que está bastante arrependido e que  após cometer o crime fugiu para Campina, onde se escondeu por uns dias, depois se refugiou em Bayeux.
O delegado Eduardo Almeida que coordenou a preventiva dele disse que testemunhas apontam outras versões.
“Estamos investigando, inclusive, a informação de que ele (Josinaldo) estava fumando maconha na frente da casa da vítima que por sua vez pediu para ele sair daquele local. O pedido teria sido negado por várias vezes. Então houve a confusão que acabou em morte”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário