Menu

terça-feira, 14 de julho de 2015

MEDO DE MORRER: A IRMÃ E O PAI DE ADOLESCENTE ASSASSINADA DENTRO DE MOTEL DIZEM QUE FORAM AMEAÇADOS DE MORTE; NOVA VERSÃO INCRIMINA OUTRO HOMEM

Na manhã desta terça-feira (14/07) a reportagem da TV Borborema tentou conversar com o pai da adolescente de 17 anos que foi morta dentro de um motel em Bodocongó, Campina Grande.
Ele estava acompanhado da outra filha, de 14, durante depoimento na Central de polícia.
Mostrando-se nervoso, aflito e com medo, o homem disse que não poderia falar, pois estava sendo ameaçado de morte.
A mesma situação enfrenta a garota de 14 anos, que acompanhava a irmã assassinada no motel.
NOVA VERSÃO DE TESTEMUNHA OCULAR INCRIMINA OS DOIS HOMENS
Na manhã desta terça-feira a adolescente de 14 anos, irmã da adolescente morta, mudou durante depoimento a versão inicial dela, de que apenas um homem estaria envolvido diretamente com o crime brutal.
Hoje, de acordo com o delegado Francisco de Assis, ela teria revelado que foi Luciano foi cúmplice.
Antes, a adolescente afirmou que Joelson atirou na irmã dela e Luciano foi ameaçado pelo acusado e teve que dar fuga a Joelson.
LUCIANO SE APRESENTOU COM ADVOGADO, FOI OUVIDO E LIBERADO
Nesta segunda-feira (13) um dos homens que estavam no motel com as duas adolescentes se apresentou com advogado.
Luciano prestou depoimento e foi liberado.
“Ele foi ouvido e liberado em virtude de que a irmã da adolescente assassinada ter dito, em depoimento, que ele não tinha nenhuma culpa no crime”, disse o delegado Francisco de Assis Silva.

Ele completou dizendo que “certamente se a adolescente tivesse dito que Luciano era culpado, ele teria ficado preso, mas só hoje ela deu outra versão”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário