Menu

quarta-feira, 15 de julho de 2015

POLÍCIA CIVIL PRENDE QUATRO ACUSADOS DE ENVOLVIMENTO EM ASSASSINATOS DE EX-PRESIDIÁRIOS E ALBERGADO EM CAMPINA

Jeferson de Sousa Alves, o “burrinho”, Rafael Barbosa “rafinha”,  Jaelson Silva, Kleber Pereira de Sousa e Wenderson de Souza Pereira. 
Eles são envolvidos em assassinatos na cidade de Campina Grande.
Um adolescente de 17 anos também foi apreendido.
As prisões e a apreensão foram realizadas pela Divisão de Homicídios da cidade.
Jeferson de Sousa “burrinho” é acusado de assassinar a pedradas Weberton de Oliveira.
O crime aconteceu na madrugada de um domingo, 19 de janeiro do ano passado na Travessa São Pedro, no bairro Santa Rosa.
Ele foi apedrejado e teve a cabeça totalmente esmagada.
“Peleca”, como era conhecido a vítima, cumpria pena no regime de albergue por roubo e era usuário de drogas.
“Burrinho” confessou o assassinado e afirmou que matou “pelaca”, “pois toda vez que eu passava embriagado, ele me xingava”
A polícia investiga a participação de mais duas pessoas.

Já Rafael Barbosa “rafinha” foi preso acusado da morte de Bersange Bezerra Brito, de 35 anos, ocorrida no dia 24 de abril/2015 na Rua João Severino da Silva, no Bairro Catingueira.
Ele era ex-presidiário e foi assassinado a tiros.
Um adolescente também foi apreendido, acusado como cúmplice dessa morte.
O padrasto desse adolescente, Jaelson Silva, foi preso, segundo a polícia, pelo fato de ter cedido as armas para o delito.
O menor afirmou na delegacia que Bersange foi morto em virtude de sempre agredira física e verbalmente ele e “rafinha”.
Outra prisão realizada foi  a de Kleber Pereira de Sousa.
Ele é acusado de assassinar com um disparo no peito, o albergado José dos Santos Baraúna, de 27 anos, “o golão”, na tarde da segunda-feira, 15 de junho/2015, no Bairro Tambor.
Ewerton Rodrigues da Silva, cúmplice desse crime, de acordo com a polícia, continua foragido.
A delegada Tatiana Barros, que investigou o caso, disse que o crime foi passional.
“Golão” estava se relacionando com uma jovem de 19 anos.
Disse a policial sobre o caso:
“Esse crime tem uma forte vertente de crime passional, tendo em vista às declarações que foram tomadas, durante a madrugada desta terça-feira (16/06), das pessoas que presenciaram o fato ocorrido na tarde da segunda. O golão foi executado com um tiro por causa de ciúme do ex-companheiro de Dayana, identificado como Kleber”.
Sobre o envolvimento de Ewerton ela falou:
“Segundo as testemunhas do caso, o Ewerton Alves era o condutor da moto e o primeiro que apareceu na casa pedindo silêncio a uma das testemunhas fazendo gesto com o dedo indicador em riste, colocando na boca para que ela ficasse em silêncio; e o Kleber Pereira, conhecido por boca ou Júnior, é o ex-companheiro da Dayana e foi quem efetuou um disparo. O Kleber já havia, depois da separação, ameaçado a Dayane. Ele fez, inclusive, ligações para as amigas da Dayana, dizendo que quem andasse com ela iria morrer”.
Quanto a prisão Wenderson de Souza Pereira, está ligada a morte de José Neygston Silvino, ex-presidiário, que foi encontrado degolado dentro de um canal no Bairro Pedregal no dia 16 de junho/2015.
A polícia investiga a cumplicidade dele no crime.
O principal acusado François da Silva, de 20 anos, o “reizinho do Pedregal” foi preso no dia 19 de junho pela PM.
(www.renatodiniz.com com informações da PC/Campina Grande)

Nenhum comentário:

Postar um comentário