Menu

segunda-feira, 6 de julho de 2015

PREFEITURA DE PUXINANÃ INTERDITA ATERRO SANITÁRIO E LIXO DE CAMPINA GRANDE VAI PARA OUTRO LOCAL

No início da manhã desta segunda-feira (06/07) um grupo de moradores de Puxinanã realizou uma manifestação pacífica em frente ao aterro sanitário, no sítio “Açudinho”, cobrando a interdição do local.
Exibindo cartazes e faixas, os participantes demonstraram a insatisfação em ter, no município, um espaço para colocar o lixo, especialmente toneladas vindas diariamente de Campina Grande e mais 13 cidades da região.

Diante dos vários protestos e atos públicos, a prefeitura de Puxinanã determinou a Interdição Administrativa Preventiva do Aterro Sanitário alegando que a construtora que administra o local não possui Alvará de Funcionamento e sequer providenciou  a renovação que expirou em 2013.
Uma placa de identificação do empreendimento informa que a licença foi concedida em 20 de dezembro de 2012 com validade até 28 de setembro de 2013.

Também foi alegado que os resíduos sólidos estão sendo depositados de forma irregular e permanecem a céu aberto e o impacto causado por determinados resíduos pode trazer consequências irreparáveis ao meio ambiente.
Com essa determinação o lixo de Campina Grande deverá ser levado para o aterro sanitário em Catolé de Boa Vista.
O mesmo deve ocorrer com o lixo de Puxinanã* e outras cidades que utilizavam o aterro interditado.
*No caso de Puxinanã a prefeita Lúcia de Fátima Aires de Miranda autorizou abertura de procedimento, em caráter de urgência, para encaminhamento dos dejetos em aterro sanitário próximo.
Fotos: renatodiniz.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário