Menu

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

A CANETADA DE JACÓ: PREFEITO EXONERA PROCURADOR DO MUNICÍPIO QUE DEFENDEU ESTUPRADOR CONDENADO A 34 ANOS DE PRISÃO; OUTROS TRÊS SERVIDORES FORAM EXONERADOS

(Jacó Maciel: o último a saber, diz a nota)

O prefeito de Queimadas, Jacó Maciel, não achou nada interessante que quatro servidores de sua confiança atuassem na defesa do estuprador Leônio Barbosa de Arruda.
Em nota o prefeito justifica a exoneração dos advogados.
O maníaco Leônio foi condenado a 34 anos de reclusão pela morte da adolescente/estudante Ana Alice Macedo Valentin, em júri realizado na última terça-feira (18/08) na câmara municipal.
Foram exonerados o procurador, o assessor jurídico, a coordenadora de proteção social básica e a secretária administrativa de gabinete.
O advogado Marcio Bandeira assumiu a procuradoria do município havia 40 dias.
A NOTA
O prefeito de Queimadas, Jacó Maciel torna pública a exoneração dos funcionários: Márcio Maciel Bandeira (Procurador do Município), Janduy Barbosa de Andrade (Assessor jurídico); Kaline Tomaz Silva Monteiro (Coordenadora da Proteção Social Básica) e Ana Cléa da Costa Silva (Secretária administrativa do Gabinete).
O motivo que culminou no afastamento dos referidos funcionários, se deu em virtude dos mesmos, de forma direta ou indireta, atuarem no julgamento ocorrido nesta Cidade, na última terça-feira (18), em defesa do vaqueiro Leônio Barbosa que foi acusado e condenado a 34 anos e quatro meses por estuprar, matar e ocultar o corpo da adolescente, Ana Alice, 16 anos, fato ocorrido em 2012.
A atuação dos funcionários acima citados configura-se em conduta reprovável, incoerente e vai de encontro a atuação da gestão no tocante às políticas públicas em defesa da mulher, adotadas na Cidade.
O prefeito justifica que, além desse agravante, ele não teve conhecimento prévio da decisão dos referidos funcionários no caso.
Jacó Maciel torna público seu repúdio à tamanha incoerência, cometida por pessoas vinculadas à sua administração.
Desta feita, aproveita para prestar mais uma vez solidariedade à família da vítima e apresenta suas desculpas pelo constrangimento e indignação, ainda que momentâneos causados a toda a população e, principalmente às mulheres de Queimadas.
O prefeito Jacó Maciel reafirma o compromisso da sua gestão às políticas públicas em defesa da mulher e despreza veementemente quaisquer atitudes contrárias a esta luta.
‘Ao repudiarmos os assassinatos e todo tipo de violência contra as mulheres, que avançam no país e, em particular na nossa cidade, seria no mínimo incoerência da minha parte, permitir que pessoas vinculadas à nossa gestão, atuem de forma antagônica às políticas públicas das mulheres adotadas sistematicamente, em Queimadas. Não sabia do fato e, assim que soube, não pude tomar outra providência, senão a de exonera-los’, destacou.
Esta decisão torna-se pública como forma de atestar mais ainda o compromisso incondicional da atual gestão em defesa dos direitos da mulher e das iniciativas de enfrentamento e prevenção de todas as formas de violência na cidade de Queimadas.
Urge a necessidade de advogarmos rumo a um mundo com mais igualdade e justiça.
Com essa firmeza, nos colocamos desde já à disposição das mulheres vítimas da violência, para que encontrem o apoio necessário na nossa gestão.
Persistiremos na cobrança firme da atuação transparente por parte dos nossos gestores e funcionários e no cumprimento das nossas obrigações para que as mesmas ocorram com seriedade e justiça.
Nosso desejo é de que vivamos de fato um ambiente livre de todas as formas de violência.
Nosso sonho é desconstruir a pecha que Queimadas adquiriu ao longo do tempo de ser uma cidade violenta e onde impera a impunidade.
Já fomos destaque em nível nacional por ter sido palco de um ‘estupro coletivo’, crime hediondo, ocorrido em 2012.
Diante de todos os atos de violência contra as mulheres de que temos conhecimento, principalmente dos ocorridos em nossa cidade, temos por obrigação impedir o avanço de todas as diversas formas de violência.
Nada justifica tais atos de selvageria contra a mulher ou contra qualquer ser humano.
Nossa gestão, preza pela qualidade de vida digna e de respeito ao próximo, principalmente à mulher queimadense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário