Menu

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

ACUSADO DE MATAR GARÇOM EM CAMPINA É PRESO APÓS PRESTAR DEPOIMENTO NA POLÍCIA; ELE NEGOU O CRIME E ACUSOU OUTRA PESSOA

(Welton: acusou "Helinho")
Na tarde desta sexta-feira (14/08), às 17h30, o ex-presidiário Welton Dutra Lira, acusado de assassinar a tiros o garçom Aírton Leitão Oliveira Júnior na última quarta-feira (12) recebeu "voz de prisão" quando compareceu a Delegacia de Homicídios para prestar depoimento.
Ele negou o crime e acusou “Hélio ou Helinho” de ser o autor dos disparos que tiraram a vida de Aírton.
Welton apresentava ferimentos superficiais provenientes de tiros.
Às 20h53 a delegada Tatiana Barros, procurada pelo renatodiniz.com informou que desde ontem (13), às 09h00, que a DH (Delegacia de Homicídios) tinha tomado conhecimento do crime.
“Na mesma tarde representamos pela prisão de Welton, já que ele havia se evadido para livrar do flagrante. Na mesma tarde o Promotor e o Juiz do 1°Tribunal do Júri se manifestaram favoráveis e expediram o Mandado de Prisão Temporária e de Busca Domiciliar”, afirmou Tatiana.
Na casa dele foi encontrado um revólver calibre “38”.
(Aírton Júnior foi sepultado na manhã desta sexta-feira, 14)
Ele afirmou ser a arma que usava no dia do crime.
Tatiana acrescentou que “foram ouvidas diversas pessoas e foi realizado um verdadeiro trabalho de convencimento para que Welton se entregasse, pois tínhamos conhecimento de ele que havia sido atingido por disparo de arma de fogo, mas não tinha procurado socorro médico”.
De acordo com a delegada “quando Welton chegou a Central de Polícia apresentava uma lesão de tiro de raspão no lábio e no braço direito, além de uma lesão transfixante no dedo médio da mão direita”.
ELE NEGOU o homicídio, disse Tatiana Barros.
“Na versão dele, ele não atirou em Aírton. Quem atirou  foi um homem identificado como Helinho, que seria amigo da vítima. Welton disse que Hélio atirou contra ele, mas acabou atingindo Aírton. E isso aconteceu enquanto ele agarrava Hélio tentando tomar a arma”.
A delegada finalizou dizendo que Welton teve que ir ao Hospital de Trauma “tomar soro” em virtude do ferimento no dedo.
Quanto a Hélio, apesar de intimado, não compareceu à Delegacia.

2 comentários: