Menu

terça-feira, 22 de setembro de 2015

PC PRENDE ACUSADO DE MATAR EX-PROFESSOR EM CAMPINA GRANDE

O mototaxista clandestino Eudes Medeiros Cunha, de 33 anos, está preso no Presidido Regional em Campina Grande acusado de assassinar a tiros o ex-professor Michael Vagner Silva Leite, de 44.
O crime aconteceu na Rua Arrojado Lisboa, no Bairro Monte Santo, em Campina Grande, na noite de 1º de agosto, por volta das 20h00.
Foram seis disparos que atingiram a cabeça e o tórax.
(Michael Vagner: morto em 1º de agosto)
Eudes foi preso nesta segunda-feira (21/09) pelos agentes de investigação da Delegacia de Homicídios e em depoimento confessou o crime.
“Ele alegou que tinha matado o professor para se defender, pois pouco tempo antes havia discutido com a vítima e a vítima o ameaçou de morte. Então prevendo que isto poderia acontecer se antecipou e matou o professor”, disse o delegado Antônio Lopes em entrevista a Patrulha da Cidade/TV Borborema desta terça-feira (22).
De acordo com o policial, ainda em depoimento, Eudes explicou os motivos do crime.
“Segundo Eudes, o professor queria que ele praticasse um assalto com uma motocicleta que estava em poder dele (do professor). O acusado se negou a praticar este roubo e passou a ser ameaçado. Informou ainda que teve um temor muito grande, pois a vítima lhe teria dito que já havia respondido a vários processos e um processo a mais não faria diferença. Em razão disso Eudes se antecipou e matou.
A prisão do acusado é em caráter temporário.
Na noite do crime “professor” estava em um veículo gol de cor preta e parou numa residência para falar com alguém.
Neste momento surgiu o acusado e efetuou os disparos.
Michael morreu dentro da casa.
Ele morava no Bairro Santa Rosa, no Nenzinha Cunha Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário