Menu

terça-feira, 22 de setembro de 2015

POLÍCIA PRENDE ACUSADO DE MATAR APOSENTADA A PAULADAS; ELE É VIZINHO DA VÍTIMA, SÓ TEM 18 ANOS E NEGA O CRIME. ADOLESCENTE TAMBÉM FOI APREENDIDO

(Smythe: nega o crime)
O estudante Smythe Wendell Alves de Lima, de 19 anos, foi preso em casa na manhã desta terça-feira (22/09) por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos.
Ele é acusado de latrocínio.
A prisão é preventiva em cumprimento a um Mandado Judicial.
A vítima é a agricultora aposentada Severina Ventura da Silva, de 76 anos.
O crime aconteceu no final da tarde do último dia dez de setembro na residência dela no sítio “Serra de Joaquim Vieira II”, em Campina Grande.
Ela morava sozinha e foi morta a pauladas.
O rapaz, que era vizinho dela, negou qualquer participação e ainda disse que dona Severina apanhava de um sobrinho “e todo mundo sabe disso”.
“Pode ir lá na delegacia de São José da Mata que existe vários B.Os. sobre isto. Hoje eu estava dormindo em casa e a polícia chegou e me prendeu. No dia do crime eu estava na audiência do meu pai. Eu fiquei sabendo que ela morreu por causa dos vizinhos que foram lá em casa avisar. Eu conhecia ela. No dia eu dei carona a ela. Eu não tenho nada a ver com isso”, disse Smythe à imprensa durante sua apresentação na Central de Polícia em Campina Grande.
De acordo com o delegado Danilo Orengo, não existem dúvidas de foi Smythe quem matou dona Severina.
Ele contou com a ajuda de um adolescente de 17 anos, que se encontra apreendido.
“Nos baseamos em testemunhas, fatos, evidências e no depoimento do próprio menor que estava com ele. Tivemos a colaboração do 197 e desde então os policiais da Roubos e Furtos se emprenharam para elucidar o caso. Dona Severina conhecia o acusado desde que ele era criança. A moto usada pela dupla na tarde do crime foi apreendida”.

A polícia informou que o acusado é usuário de cocaína e devia “400,00 reais” aos traficantes em São José da Mata, por tanto planejou matar a vizinha para roubar o dinheiro e saudar a dívida.
“Foi verificado, em investigação, que o acusado é viciado em cocaína. Ele tinha um débito com um traficante da região (que inclusive já foi identificado). O débito era de ‘400,00 reais’ e ele recebeu um ultimato para pagar este débito. Então a partir daí ele tramou o crime com o menor. Eles entraram na residência dela (que é vizinha de propriedade onde eles moram) e foi verificado que tinha um dinheiro acessível e subtraíram a quantia. Ela tentou reagir (pelo que indica o Laudo Cadavérico) e ela foi a óbito a pauladas”, disse o delegado Cristiano Santana, também das DRF.
O policial concluiu dizendo que “como dona Severina conhecia o acusado há muito anos, ele (e o menor) ceifaram-lhe a vida. Smythe pagou a dívida com o traficante. Isto foi tudo investigado, são vários depoimentos nos altos que dizem isto”.

O delegado Cláudio Manoel, que também faz parte da equipe da Roubos e Furtos informou que os dois devem responder pelo crime.
O menor por ato semelhante ao latrocínio (roubo seguido de morte) e o jovem por latrocínio, pois houve a intenção de cometer o homicídio atrelado a vantagem patrimonial.
“O menor descreveu minunciosamente como tudo aconteceu, embora ele tenha negado a participação na execução, mas diz sobre a autoria, como aconteceu, a motivação. Então são elementos suficientes para provar a autoria do maior e do menor já existem elementos para comprovar sua participação”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário