Menu

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

EM CAMPINA GRANDE: MULHER PODERÁ MARCAR SEU EXAME DE MAMA APENAS COM UMA SIMPLES LIGAÇÃO TELEFÔNICA

A mulher campinense ganhou um aliado importante para o combate do câncer de mama.
É o programa "Mulher de Peito" que tem a finalidade de, por agendamento telefônico, disponibilizar a data da realização do exame de mama (mamografia) para mulheres com idade entre 50 e 69 anos.
O programa foi apresentado durante o lançamento da Campanha Outubro Rosa na manhã desta quinta-feira (01/10) em Campina Grande durante uma coletiva de imprensa no Hospital Municipal Pedro I,
A partir da próxima segunda-feira, dia 05, a mulher liga para o número 3315 5111 e agenda seu exame.

Neste mês, poderão ser agendados exames apenas para as usuárias que fazem aniversário em outubro.
Segundo o prefeito Romero Rodrigues, o "Mulher de Peito" vai contribuir para incentivar as mulheres na faixa etária preconizada pelo programa, a realizarem a mamografia.
"Desde 2013 que estamos investindo em ações para detecção do câncer de mama, a exemplo da aquisição de dois mamógrafos para o Hospital Municipal Pedro I, onde implantamos um centro de imagens com equipamentos de alta resolução".
Romero disse ainda que a partir do mês de novembro haverá a ampliação dos atendimentos no Pedro I.

"Estamos finalizando o prédio anexo do hospital, que terá oito consultórios para realizar até 5.800 consultas especializadas por mês. Além disso, estaremos implantando uma nova policlínica na Zona Leste da cidade”.
Já a secretária de saúde do município, Luzia Pinto, ressaltou que o número de mamografias realizadas na rede municipal de saúde de Campina Grande cresceu 36% nos últimos dois anos.
Segundo a secretária, em 2011 e 2012 foram realizados 16.185 procedimentos, contra 22.030 exames feitos em 2013 e 2014.
"À medida que garantimos o acesso às mamografias, conseguimos tratar mais rápido o câncer de mama. Hoje, quando a mulher faz a mamografia na rede municipal de saúde, ela tem assegurado o agendamento imediato de todos os exames e consultas complementares, nos casos de alterações no resultado da mamografia",  afirmou a secretária.
(renatodiniz com Codecom)

Nenhum comentário:

Postar um comentário