Menu

terça-feira, 24 de novembro de 2015

HOMICIDA CAMPINENSE É CONDENADO A 30 ANOS DE PRISÃO POR MATAR JOVEM NO SERTÃO

O Tribunal do Júri, reunido nesta segunda-feira (23/11), no Fórum da Justiça Comum de Itaporanga, no Sertão paraibano, votou pela condenação de Leonardo de Oliveira Firmino, 29 anos, (réu preso) por homicídio triplamente qualificado consumado e uma tentativa triplamente qualificada, com erro de execução, que resultou em uma pena de 30 anos de reclusão, em regime fechado.
“Léo Banguela” foi condenado pela morte de Heitor Jéffesson Ferreira Figueiredo, de 22 anos, na virada do ano 2015.
Na mesma cena do homicídio, o campinense ainda tentou contra a vida de José Aírton Gomes.
Fugitivo, Léo só foi ser preso 17 dias depois dos dois crimes, quando foi pego pela Polícia Militar, ao efetuar disparos de arma de fogo em via pública.
O juiz de direito, Antônio Eugênio, que aplicou a sentença ao condenado, entendeu ainda que devam ser mantidas as decretações das custodias preventivas dos envolvidos no processo dos crimes cometidos por Leonardo, para que sejam desvendadas as causas que levou o condenado a cometer tal ato.
Antônio Eugênio ainda determinou o imediato recambiamento de Leonardo para o Presidio Serrotão, em Campina Grande, local onde ele responde outros processos e havia quebrado albergue, tendo em vista ainda que a presença dele na Cadeia Pública de Itaporanga, causa temor aos demais apenados da unidade.
A Sessão de Julgamento teve início pela manhã e só foi finalizada por volta das 15h30.
(Por diamanteonline)
Foto: diamanteonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário