Menu

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

PC PRENDE ACUSADO DE ASSASSINAR FUNCIONÁRIA PÚBLICA; ELE CONFESSOU O HOMICÍDIO E É SUSPEITO DE ENVOLVIMENTO EM EXPLOSÕES DE CAIXAS ELETRÔNICOS

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos em Campina Grande prenderam na tarde deste domingo (08/11) em São José da Mata, José Raimundo dos Santos Neto.
“Neto” é acusado de assassinar com um tiro na nuca a funcionária pública Maria José da Silva Marques, de 40 anos.
O homicídio aconteceu às 07h00 do dia 11 de maio/2015 numa parada de ônibus em Campo D'angola.
“Neto” confirmou que realmente assassinou Maria José.
“Ele assumiu que matou Maria José, por que achou que ela o tinha dedurado. Neto tinha sido preso anteriormente com algumas armas e acreditava que Maria José tinha dedurado ele em relação a este fato. Simplesmente ele foi lá e matou a funcionária”, disse o delegado Cristiano Santana.
Além desse crime de repercussão, “neto” é suspeito de envolvimento em explosões de caixas eletrônicos e outros delitos graves.
Com ele foram apreendidas drogas e armas, inclusive um fuzil “7.62”.

Em virtude disso, nesta terça-feira (10) às 15h00 na Central de Polícia, durante entrevista coletiva, o acusado e o material apreendido serão apresentados à imprensa.
O ASSASSINATO DA FUNCIONÁRIA PÚBLICA

No dia do da morte ele estava numa motocicleta na companhia de um desconhecido.
“Tudo foi muito rápido. Os assassinos chegaram e um deles atirou”, disse um policial militar.
Entre os familiares o desespero foi total.
“Minha irmã era uma pessoa boa. Dona de casa, mãe de família. Trabalhava e era amiga. Não consigo imaginar isto. Como alguém pode se sentir no direito de tirar a vida de alguém, dessa forma. Meu DEUS: eu não sei o que dizer. Só espero que se faça justiça”, disse uma das irmãs da vítima.
Maria José era separada e deixou três filhos menores.
Ela trabalhava na 3ª Região de Ensino.
Quando foi morta Maria estava se dirigindo ao trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário