quarta-feira, 13 de maio de 2015

MORTE NAS MALVINAS: JOVEM É ASSASSINADO POR ADOLESCENTE QUE ACABA APREENDIDO

(Mikael: vítima)
O mototaxista Mikael Paulo Albuquerque, de 21 anos, foi assassinado no final da manhã desta quarta-feira (13/05) com um tiro de espingarda calibre “12” na cabeça.
O crime aconteceu na Rua Olindina Pereira dos Santos.
Mikael, conhecido como “bibi”, teria ido a uma casa que, de acordo com moradores, funciona como um ponto de consumo e tráfico de drogas , em um busca de um celular que alguns dos frequentadores teriam roubado dele.
“Ele foi ao local por duas vezes. Na primeira vez tentou recuperar o aparelho e não conseguiu. Depois voltou em um carro e quando desceu, foi recebido com o disparo fatal”, disse a delegada Maíra Roberta, baseada em testemunhas e informações colhidas.

VEJA O VÍDEO... DOIS ÔNIBUS DA CABRAL SÃO ALVOS DOS BANDIDOS: UM DOS VEÍCULOS FOI COMPLETAMENTE INCENDIADO. A ORDEM PODE TER SAÍDO DO SERROTÃO

VEJA O VÍDEO
video
     
  
(ATUALIZADA)
Dois ônibus da empresa Cabral foram alvos dos assaltantes na tarde desta quarta-feira (13/05).
Um veículo foi completamente incendiando e o outro por pouco não teve o mesmo destino.

SEM RECEBER VISITAS, PRESOS SE AMOTINAM NO SERROTÃO

(O inferno é ali: olhos voltados para o Serrotão) 
Nesta quarta-feira (13/05) os apenados da Penitenciária do Serrotão em Campina Grande, não receberam visitas.
Tudo começou por causa da morte do apenado Henrique Bezerra Leão, ocorrida no pavilhão “6” na manhã ontem (13).
Por uma questão segurança as visitas não foram autorizadas.
A partir dai a insatisfação foi geral.
(Helicóptero "Acauã" sobrevoa o Serrotão) 

ACUSADO DE LATROCÍNIO É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE PRESÍDIO

No final da tarde desta terça-feira (12/05) Pedro Igor Tito Silva, de 20 anos, foi encontrado enforcado no “isolado 11” da Penitenciária Padrão de Campina Grande.
Ele era acusado de latrocínio, roubo e formação de quadrilha (associação criminosa).
Pedro foi preso em julho de 2014 numa operação policial comandada pelo delegado Damião Marçal acusado de fazer parte de um grupo acusado de vários homicídios em Areial, Montadas, Esperança, Pocinhos, Puxinanã e Campina Grande.
Na época foram presos mais cinco acusados, mediante um Mandado Judicial da Comarca de Pocinhos, no Agreste.