Menu

domingo, 3 de janeiro de 2016

SARGENTO MORRE NO TRAUMA APÓS SER BALEADO DURANTE PERSEGUIÇÃO A ASSALTANTES EM JOÃO PESSOA

Um policial militar morreu na madrugada deste domingo (03/01) no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.
O sargento Sandro, da Força Tática da Polícia Militar, foi baleado na noite desse sábado (02), durante uma ocorrência policial, quando estava em busca de dois suspeitos de assalto a um ônibus, no acesso ao bairro do Valentina, na Capital.
O militar foi atingido por estilhaços no braço e no rosto, mas não teve perfurações em nenhuma parte do corpo e chegou ao hospital consciente, sem risco de morte, segundo nota divulgada pela assessoria de Comunicação de Marketing da PM.
Porém, durante a madrugada, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e veio a óbito às 03h10, conforme informou a equipe médica de plantão do Trauma.

Após o sargento Sandro ser baleado, o local onde aconteceu o fato foi cercado pela polícia em busca dos suspeitos, que se esconderam em uma área de vegetação.
De acordo com a assessoria da PM, os suspeitos envolvidos na ocorrência foram detidos.
POLÍCIA MILITAR DA PARAÍBA DIVULGOU NOTA DE PESAR
"É com pesar que a coordenadoria de comunicação social e marketing da Polícia Militar informa a morte do sargento Sandro, na madrugada deste domingo (03).
Ele estava internado no Hospital de Emergência e Trauma depois que foi atingido por estilhaços de espingarda, na noite desse sábado, quando estava em busca de suspeitos de ter assaltado um ônibus, no acesso ao bairro do Valentina, na capital.
O militar chegou ao hospital consciente e orientado, aparentemente sem risco de morte, conforme informou a equipe médica de plantão, mas sofreu paradas cardiorrespiratórias e faleceu as 3h10 deste domingo.
Os suspeitos envolvidos na ocorrência já foram todos detidos.
A Polícia Militar está acompanhando a família e o sargento será sepultado com todas as honras e homenagens militares que merece.
Aos familiares e amigos, nós que fazemos a Polícia Militar deixamos o mais profundo sentimento de pesar pela morte do nosso policial."
(portalcorreio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário