Menu

segunda-feira, 18 de abril de 2016

RAPOSA DERRUBA O LEÃO E O TÉCNICO: APÓS ELIMINAÇÃO NO NORDESTÃO, FALCÃO É DEMITIDO PELA DIRETORIA DO SPORT

Contratado por ser a favor de trabalhos a longo prazo e empolgado com a diretoria do Sport, que não costuma demitir treinadores, o técnico Paulo Roberto Falcão não conseguirá cumprir o seu vínculo como Rubro-negro.
Ele não resistiu ao resultado do último domingo, quando o Leão foi eliminado pelo Campinense na semifinal da Copa do Nordeste.

Mais do que o resultado em si, pesou na decisão da diretoria o fato de o time não conseguir evoluir desde o começo do ano.
O auxiliar-técnico Thiago Gomes permanece como funcionário do clube e comanda o time na próxima quinta-feira, no primeiro duelo das semifinais do Campeonato Pernambucano, contra o Salgueiro.
Já o preparador físico Paulo Paixão também deixa a Ilha do Retiro.
Em entrevista coletiva no final da tarde desta segunda-feira, o vice-presidente Arnaldo Barros deixou claro que a demissão de Falcão se deu muito mais pela qualidade do futebol apresentado do que pelos resultados em si.
“O Sport não se pauta por resultados e sim pela evolução da equipe e pelo que nós queremos que o time apresente em campo”.
O ano de 2016 do Sport tem sido cheio de críticas ao time e, especialmente, ao técnico, que foi chamado de “burro” diversas vezes pelos torcedores, no primeiro duelo diante do Campinense, na Ilha do Retiro.
Na ocasião, o treinador não estava conseguindo fazer o time render e gerou a ira dos rubro-negros.
O Sport realizou 21 jogos em 2016 e o aproveitamento de Falcão no ano é de apenas 53%, com dez vitórias, quatro empates e sete derrotas.
O Leão deu vexames, como nas derrotas para América-PE e Salgueiro, ambas em casa, mas também conseguiu vencer jogos importantes, como os clássicos contra Náutico e Santa Cruz, por exemplo.
A história de Falcão no Sport começou no ano passado.
Ele foi contratado no dia 20 de setembro depois da saída de Eduardo Baptista para o Fluminense.
Ao todo, Falcão fez 34 jogos e encerrou a sua participação com um aproveitamento de 55%.
(Por Lucas Liausu G1 PE)

Um comentário:

  1. FALCÃO FOI UM EXTRAORDINÁRIO JOGADOR,MEIO CAMPO DÊ MUITA CLASSE,É HABILIDADE,MARCOU ÉPOCA NA SUA GERAÇÃO.FALCÃO TAMBÉM É UM ÓTIMO COMENTARISTA ESPORTIVO,ELE ENTENDE BARBARIDADE DÊ FUTEBOL,MÁS COMO TREINADOR MESMO TENDO ESSAS QUALIDADES JÁ CITADAS PÔR MIM,ELE NUNCA,CONSEGUIU EMPLACAR É TER BONS TRABALHOS RECONHECIDOS...IMPRESSIONANTE Ó CARA É EX BOLEIRO,TEM ENORME VIVENCIA,É EXPERIÊNCIA,ENTENDE DÊ BOLA PRA CARAMBA,MÁS NÃO CONSEGUI TRANSFORMAR ISSO TUDO EM UM BOM TRABALHO NA PRÁTICA.COISAS DÓ FUTEBOL.

    ResponderExcluir