Menu

quinta-feira, 5 de maio de 2016

ACUSADO DE ASSASSINATO EM CAMPINA GRANDE É CONDENADO A 34 ANOS DE CADEIA

Ronaldo Monteiro da Silva “peitica”, foi condenado a 34 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado, em júri realizado em Campina Grande.
A condenação se refere ao assassinato de Antônio Galdino da Silva e tentativa de morte contra Maria do Socorro Moraes, mulher de Antônio Galdino.

O crime aconteceu em dezembro de 2013 numa estrada do assentamento Antônio Eufrozino em São José da Mata, distrito de Campina Grande.
Na época, de acordo com as investigações, Ronaldo efetuou vários disparos contra Antônio Galdino da Silva e Maria do Socorro Moraes da Silva.
Ela foi baleada na cabeça, mas sobreviveu porque fingiu estar morta.
Já Antônio não resistiu aos ferimentos.
(Com informações de paraibaemqap)

Nenhum comentário:

Postar um comentário