Menu

sábado, 14 de maio de 2016

PM DESMANTELA QUADRILHA QUE VENDIA MOTOS ROUBADAS PELAS REDES SOCIAIS

Policiais da Força Tática do 2º BPM prenderam em Ingá, na região metropolitana de Campina Grande, uma quadrilha acusada de vender motos roubadas. 
Os veículos eram encomendados através de redes sociais, aonde eram informados os detalhes como cor e ano do veículo que seriam roubados.
Três homens foram presos e dois veículos apreendidos (um Palio de cor branca, e duas motos, uma delas que tinha sido roubada em Campina Grande poucas horas antes).  
De acordo com o que os policiais apuraram, as encomendas das motos eram feitas pelo whatsapp e levadas para Ingá, Mogeiro e Itabaiana. 
Os veículos eram vendidos por "2.300,00 reais". 
A prisão da quadrilha teve início quando os policiais foram informados pelo Ciop (Centro Integrado de Operações Policiais) do roubo de uma moto. 
O ladrão levou o veículo da vítima, uma moto de cor branca de 150 cc, e deixou no local uma de cor preta, de 125 cc. 
A moto deixada não tinha restrição de furto ou roubo, mas foi entregue ao Detran por estar com o lacre rompido. 
A moto roubada possuía GPS e ao ser rastreada pelo proprietário, o equipamento indicou que ela estava trafegando pela BR-230, na direção de Ingá. 
Embora o veículo pudesse ser bloqueado, em alguns momentos o sinal com a localização era interrompido. 
Quando foi restabelecido o sinal, os policiais chegaram na cidade e encontraram a moto em um posto de combustíveis com o condutor comprando gasolina para o Palio que tinha parado na estrada e que estaria dando cobertura à ação criminosa.  
Os policiais deram voz de prisão ao homem, que os levou até Mogeiro, aonde estavam os outros dois. 
Um deles foi reconhecido pela vítima.
Foram presos Sergio Cabral, de 22 anos, José Leandro, de 32, e Jonathan Barbosa, também de 32.
Todos moram em Juripiranga, no  Agreste.
(Redação com 2ºBPM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário