Menu

domingo, 5 de junho de 2016

APÓS 17 ANOS HOMEM É PRESO ACUSADO DE HOMICÍDIO EM CAMPINA GRANDE

Após 17 anos um homem foi preso acusado de cometer um crime de morte em Campina Grande no dia 14 de novembro de 1999.
O pedreiro Euclides Eneias Barreto, de 72 anos, é acusado de matar com um golpe de faca Aderbal Rodrigues dos Santos.
O crime ocorreu entre Massaranduba e Campina Grande.

O Mandado de Prisão Preventiva foi expedido em 2013 pelo juíz Alberto Quaresma, do 2ºTribunal do Júri.
A pena definitiva é de 14 anos de reclusão.
Consta que Aderbal  tinha um relacionamento amoroso com uma mulher de nome Jéssica, que vivia com o acusado.
No dia do crime a vítima foi surpreendida pelo acusado, num riacho próximo à fazenda de João Ribeiro.
mesmo esfaqueado, Aderbal conseguiu buscar ajuda e foi levado ao Hospital Antônio Targino
O ministério Público afirmou que o motivo foi tão somente ciúme.
Não houve discussão.
Aderbal não teve como reagir. 
Euclides foi incurso nas penas do homicídio duplamente qualificado.
A prisão dele foi efetuada pela equipe da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância.
(Fonte: PC/Campina Grande)

Nenhum comentário:

Postar um comentário