Menu

sexta-feira, 17 de junho de 2016

POLÍCIA PRENDE ACUSADOS DE MATAR PAI E FILHO; ELES TAMBÉM SÃO ACUSADOS DE ARRASTÃO EM ESCOLA

Uma operação conjunta das polícias civil e militar em Juazeirinho, no Cariri, desmantelou uma associação criminosa acusada de dois homicídios e de invadir por duas vezes, em menos de uma semana, uma escola pública, além de outros crimes.

Um adolescente, de 16 anos, foi aprendido e dois adultos foram presos.
Os adultos são Cláudio Felipe Carneiro, 18 anos, e Matheus Oliveira Noberto, de 20.
Os mortos foram Josemar Jair dos Santos, assassinado a tiros no dia 21 de maio, e o pai dele José Luís dos Santos, assassinado, também a tiros, no dia 09 de junho.
Sobre os crimes, o delegado Gilson Teles falou com a reportagem da Patrulha da Cidade/TV Borborema.
“Tivemos um assalto numa escola pública da cidade e passamos a investigar os suspeitos. Dias depois o Matheus foi preso em flagrante durante uma tentativa de assalto dentro de um hospital. Como ele foi apreendida uma arma e esta arma foi reconhecida por alguns alunos da escola que havia sido invadida. Ele também foi reconhecido. Tivemos ainda um reconhecimento fotográfico do adolescente ‘tourinho’. Tivemos ainda o auxilio do disque denúncia que apontou o executor das mortes de Josemar Jair dos Santos e do pai dele José Luís  dos Santos. O tourinho pilotava a moto”.
O MOTIVO DAS MORTES
“O Jair já tinha divido cela com um detento que recentemente foi transferido para Patos. Esse detento estava cometendo algumas irregularidades dentro da cadeia pública de Juazeirinho. O Jair, ao sair da cadeia teria feito algumas revelações que desencadeou uma operação pente fino na cadeia. Obviamente isso contrariou alguns interesses. Por causa disso veio a ordem de dentro da cadeia para executar Jair. O pai de Jair disse que era testemunha dos executores do filho. Com essa propagação ele tornou-se um alvo fácil e outra ordem de dentro da cadeia veio para executá-lo como ‘queima de arquivo’. José Luís acabou morto”.
A USADIA REPETIDA

“O que mais chamou a atenção foi a invasão da escola pública no dia 03 de maio e no dia 09. Crimes estes praticados pelos mesmos criminosos. Um dos envolvidos nos homicídios era o executor dos assaltos aos estudantes da escola”. 

Um comentário: