Menu

domingo, 17 de julho de 2016

PC REALIZA PRISÕES DE ACUSADOS DE HOMICÍDIOS E TENTATIVA DE HOMICÍDIOS EM CAMPINA GRANDE

A polícia civil em Campina Grande cumpriu vários Mandados de Prisão Preventiva e Temporária contra pessoas acusadas de homicídios e tentativas de homicídios na cidade, além de Lagoa Seca.

Uma mulher também foi presa acusada de estelionato.
Warlem Camilo, de 24 anos é acusado da morte de Ruben Eliaquim Silva Marques, 18 anos, morto com vários disparos no dia 05 de fevereiro, na Rua Belém Bairro Santa Cruz.
Ele morava na Rua Engenheiro Valber Pimentel, também no Santa Cruz.
O jovem era usuário de drogas e já havia cometido alguns delitos, informou o pai dele aos policiais.
ACUSADO DE MATAR JOVEM EM LAGOA SECA
O delegado Luciano Mendonça comandou uma operação policial no sítio “Amaraji”, em Lagoa Seca, onde cumpriu Mandado de Busca e Apreensão e de Prisão Temporária em desfavor de Igor Henrique Barbosa de Araújo, acusado da morte de José Romário Lino, no dia 07 de junho.
Durante a busca foi apreendido um revólver calibre “38” e 28 munições do mesmo calibre, no interior da residência do acusado.
ACUSADO DE MATAR MOTOTAXISTA
Policiais da delegacia de Repressão a Entorpecentes prenderam Alexandre Montenegro.
Ele se encontrava com uma pistola “380”, que segundo a PC foi subtraída de um PM em Pernambuco.
Alçexandre é acusado da morte do mototaxista alternativo Roberto da Silva Lima, 43 anos, no dia 24 de janeiro.
Na época a delegada Maíra Roberta disse que “não havia motivo para o crime. Roberto chegou numa moto acompanhado da mulher. Neste instante outra mulher que estava no bar com o marido reconheceu a mulher de Roberto e foi cumprimentá-la com um abraço. Roberto também foi cumprimentado com um abraço. Esse abraço em Roberto motivou a ação do homem”.
O mototaxista foi morto com cinco tiros quando já deixava o local.
O crime aconteceu em frente a um bar na Rua Professor Luís Gil, no Presidente Médici.
FUGITIVOS DA CAPITAL PRESOS EM CAMPINA
O Núcleo Especializado em Repressão a Tentativas de Homicídios prendeu Diego Livramento dos Santos, fugitivo do presídio Silvio Porto em João Pessoa, contra quem existia dois Mandados de Prisão, sendo um da Vara de Execução Penal decorrente da regressão de regime por sua fuga daquele estabelecimento prisional; e outro da 6ª Vara Criminal da capital por furto qualificado.
Natalia Bruna Santos Menezes, que estava com ele também foi presa.
Contra ele havia uma preventiva pela pratica de roubo oriundo da 6ª vara criminal da comarca de João Pessoa.
Diego também é acusado de tentar matar uma jovem com golpes de faca, na manhã de 21 de junho, no Conjunto Cinza.
Ela seria peça chave para esclarecer a morte do irmão do acusado, crime ocorrido dias antes também no Conjunto Cinza.
O acusado acreditava que ela sabia de detalhes e se negou a colaborar.
PRESA EM FLAGRANTE POR ESTELIONATO
a Delegacia de Defraudações e Falsificações em Campina Grande, sob o comando da delegada Suelane Guimarães Souto, prendeu em flagrante delito Marinalva Araújo pela pratica dos crimes de estelionato, falsidade documental e ideológica e uso de documento falso.
Consta no auto de prisão em flagrante que a acusada apresentou um documento de identidade falsa e tentou sacar o valor de “50.000,00 reais” no banco Itaú.
Desconfiando da originalidade desse documento a DDF foi acionada e se deslocou à agência bancária onde prendeu a acusada.
(Redação com DCCP, NERTHO e DDF)

Nenhum comentário:

Postar um comentário