Menu

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

VEJA O VÍDEO: PM APREENDE PODEROSO ARSENAL NO CARIRI; MATERIAL SERIA USADO PARA EXPLOSÕES DE BANCOS. PC DIZ QUE FUZIS E PISTOLAS SÃO DE ORIGEM ESTRANGEIRA

VEJA O VÍDEO
video
Policiais da 3ªCIPM/Boqueirão apreenderam na madrugada desta sexta-feira um arsenal que se destaca pelo poder de fogo das armas apreendidas, pela quantidade de munições e  explosivos, além de outros materiais.
Tudo seria utilizado para a explosão de cofres e caixas eletrônicos de agências bancárias ou agências dos Correios na Paraíba, disse a PM.

A apreensão ocorreu no sítio "Pedra D´água", em Barra de Santana, no Agreste, por volta de 01h20 desta sexta-feira (25/11).

Guarnições realizavam rondas e uma delas visualizou um Range Rover e uma caminhonete S10.
Os veículos estavam sendo conduzidos por Michael Leite, morador de Campina Grande, e Adriano Costa, morador de Taquaritinga do Norte, em Pernambuco.

Durante a abordagem foram encontrados dentro do Range Rover: seis fuzis, uma submetralhadora, cinco pistolas, 1.000 munições de vários calibres, nove coletes balísticos, detonadores, 29 “bananas de dinamite” (prontas para serem usadas), alicates, marretas, roupas de palhaço entre outros.
Na picape a guarnição do Tenente Felipe, soldados Borba e Jesus encontrou ainda 18 baldes com grampos.
De imediato foi realizada uma varredura na região.
Nas imediações de uma casa também foram apreendidos um veículo Celta e uma moto.

A polícia credita que três pessoas fugiram depois da chegada das guarnições comandadas pela capitã Luciana Firme, comandante da 3ªCompanhia.
“O Serviço de Inteligência da 3ª Companhia já vinha investigando. Estávamos praticamente numa campana permanente. Sabíamos que mais cedo ou mais tarde chegaríamos a um flagrante”, disse a capitã.
Ainda de acordo com a policial, Michael e Adriano encontraram argumentos frágeis para justificar  o transporte do material.
“Eles informaram que receberam dinheiro de alguém, para fazer uma entrega, mas não sabiam de que se tratava.”.

O caso agora fica sob a responsabilidade da polícia judiciária (DRF/Campina Grande, o GOE/João Pessoa e a 11ªDSPC) que vai investigar se esse material apreendido tem relação com a quadrilha que armou o cerco em Queimadas na noite de 30 de agosto e bloqueou estradas, trocou tiros com policiais, além de provocar pânico aos moradores.

Naquela oportunidade um assaltante morreu, nada foi roubado dos bancos e a polícia militar apreendeu uma metralhadora antiaérea.
Já se sabe, por exemplo, que a maioria das armas apreendida na madrugada desta sexta-feira tem origem tcheca e americana.
A capitã Luciana Firme acrescentou que com certeza esta foi a maior apreensão de armas do estado.

Um comentário:

  1. filho de Miguel auto peças

    assim qualquer um pode canxar de camaro ou land rover

    quero ver trabalhando honestamente.

    ResponderExcluir