quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

EM CAMPINA: CAGEPA FLAGRA DESVIO DE ÁGUA DE ESGOTO PARA SUPOSTA IRRIGAÇÃO

Uma fiscalização da Cagepa flagrou o furto esgoto para uma propriedade privada em Campina Grande.
A água poluída estaria sendo encaminhada a um pequeno reservatório e há suspeita de que ela esteja sendo usada para irrigar capim e vegetais.

A Cagepa acionou a Polícia Militar, mas não foi autorizada a entrar na propriedade para confirmar onde a água era usada.
Os canos que desviavam o esgoto foram apreendidos.
Segundo o gerente regional, Ronaldo Menezes, há alguns meses a companhia percebeu uma redução na chegada de esgoto na estação de tratamento de Campina Grande, que fica no sítio Caiçara.
“Todo o esgoto de Campina Grande vai para a antiga estação de tratamento que fica no Bairro Catingueira. De lá ele é bombeado para a nova estação no sítio Caiçara, que fica a cerca de 8 km. Nesta segunda-feira, nós começamos uma fiscalização e percebemos que havia o desvio do esgoto para dentro de uma propriedade, neste trecho entre as duas estações. Foi possível ver os canos levando a água poluída para um barreiro”, explicou o gerente.

Os canos foram encontrados nas saídas de ar da tubulação e, segundo o gerente, ainda foi possível ver que existem animais sendo criados na propriedade.
 A vegetação verde levantou a suspeita do uso do esgoto para irrigação, o que vai ser apurado.
 “Como se trata de uma propriedade privada, a gente não pôde entrar, pois é necessária autorização judicial. Mas, percebemos que havia gado no local e capim. Então foi levantada uma suspeita de que a água pode estar sendo usada para irrigar”, frisou Ronaldo Menezes.
De acordo com a Cagepa, o que mais preocupa a companhia é o uso da água poluída.
“A Cagepa destina todo o esgoto para a estação de Caiçara, que passa por um tratamento e depois é destinada ao meio ambiente sem  causar nenhum dano à natureza. Entretanto, a água que está sendo desviada é de esgoto bruto”, disse o gerente.
A Cagepa acionou a Polícia Militar para acompanhar a fiscalização no perímetro da tubulação de esgoto e também procurou a Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência. 
Ainda segundo Ronaldo Menezes, a Cagepa vai enviar um relatório da fiscalização para o Ministério Público da Paraíba (MPPB).

(G1 PB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário