quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

PREFEITO ELEITO DE MONTADAS GARANTE APOIO A POLÍCIA MILITAR E VAI INSTALAR CÂMERAS DE MONITORAMENTO NA CIDADE

O prefeito eleito de Montadas, Jonas de Souza (PSD), disse que em sua gestão vai dar apoio logístico ao destacamento da polícia militar na cidade para que haja uma maior interação com o município.

“Sabemos que segurança é dever do estado, mas temos que dar a nossa parcela de contribuição”.
É provável que Jonas faça uma visita nos próximos dias ao major Pablo Cunha, comandante do 10º BPM.

Jonas também garantiu que vai instalar câmeras de monitoramento na cidade para auxiliar a segurança e vai criar a guarda municipal.
“Vamos sentar junto à sociedade montadense. Vamos nos reunir com representantes de clubes de mães, associações de moradores e igrejas para discutirmos justos os ajustes necessários para auxiliar na nossa segurança. Faremos a nossa parte”, enfatizou.

As declarações foram dadas durante entrevista aos jornalistas Carlos Souza e Valderedo Borba no jornalístico “Correio da Manhã”, da Rádio 98 FM, em Campina Grande, nesta quinta-feira (15/12).
O prefeito eleito iniciou a entrevista falando da grave situação do município no que diz respeito à falta d’água (Montadas há mais de cinco anos que é abastecida por carros pipa).

“Procurarei intensificar ainda mais as parcerias com os governos do estado e federal para que tenhamos apoio, à contrapartida”.
Atualmente a água utilizada pelos quase cinco mil habitantes do município vem da barragem Saulo Maia, em Areia.
“Não farei distinção no que diz respeito à distribuição de água. Á água e para todos: em quem votou em mim e em a quem não votou”.
Jonas de Souza afirmou que a partir de janeiro as unidades de saúde vão funcionar oito horas por dia, “não meio expediente, como agora”.

Bastante amadurecido, ele afirmou que já desceu do palanque, faz tempo.
“Vou fazer de tudo para fazer o bem. A alegria de administrar Montadas é muito grande. Fui eleito o vereador mais novo da história de Montadas. Eu tinha 18 anos. Fui secretário, fui vice-prefeito. Semeei a semente do bem, não tenho inimigo, não tenho intrigado. Alguém pode não gostar de mim, mas não tenho inimigos”.
Indagado pelos jornalistas se o atual prefeito (Jairo Herculano – PSB) tem mantido a folha de pessoal “em dia”, Jonas foi enfático: “os salários estão em dia. Espero que ele pague dezembro e o décimo terceiro”.
Ele acrescentou que “gostaria que quando um prefeito terminasse sua gestão e que deixasse os salários dos servidores atrasados, esse gestor se tornasse inelegível”.
*Jonas esteve na Rádio Correio acompanhado do ex-vereador cabo Josemar e de Ricardo Júnior.

Um comentário: