sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

TAXISTA É VÍTIMA DE SEQUESTRO RELÂMPAGO EM CAMPINA

Um taxista de 36 anos foi colocado no porta-malas do próprio carro após ser assaltado em Campina Grande.
O caso foi registrado pelo Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) na madrugada desta sexta-feira (09/12). 
A vítima contou que ouviu ameaças de morte, mas conseguiu fugir do veículo.

Ronivaldo Alves relatou que estava em um ponto de táxi próximo ao Terminal de Integração, no Centro, quando quatro homens solicitaram uma corrida.
"Eles queria ir até uma rua no bairro do Alto Branco. Eu dei meu preço e, após discutirem entre si, aceitaram. Não desconfiei de nada", disse ele.
Ainda de acordo com a vítima, o grupo anunciou o assalto quando estava chegando ao destino final.
Usando uma arma, um dos homens agrediu o taxista com coronhadas enquanto os outros tomavam o dinheiro da vítima. 
Logo em seguida, o colocaram no porta-malas e seguiram pela rua.
O taxista disse ainda que ouvia os assaltantes discutindo se o matariam ou não.
"Eu me desesperei e pensei que era 'agora ou nunca'. Consegui abrir o porta-malas por dentro. No carro existe um dispositivo que dá pra destravar por dentro. Eu pulei e pedi ajuda", afirmou.
Ronivaldo teve que ser levado para o Hospital de Emergência e Trauma, onde recebeu atendimentos e alta médica.
A Polícia Militar informou que fez buscas na região, mas até o início da manhã nenhum suspeito foi preso e nem o carro foi encontrado.
(G1 PB)

Um comentário: