quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

UFCG TEM PROJETO DE REVITALIZAÇÃO PARA O AÇUDE VELHO EM CAMPINA

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) está com um projeto de revitalização de um lago na instituição através de jardins. Posteriormente o projeto deve ser levado ao açude velho, cartão postal da cidade, mas com um alto índice de poluição.

Em entrevista, a professora responsável pelo projeto, Patrícia Feitosa, explicou que estruturas de jardins podem ser montados em açudes e lagos poluídos com objetivo de melhorar o aspecto estético e biológico desses lugares.
“A gente vem vivenciando um momento de escassez muito grande que impulsiona um pensamento de reflexão sobre a qualidade da água. As tecnologias vão avançando e a gente tem como ir buscando novas maneiras de tratamento, mas nossas águas superficiais se apresentam muito contaminadas. O crescimento populacional aumenta a quantidade de esgotos que podem trazer inconvenientes para os aspectos sanitário e ecológico. A gente tem um lago na UFCG que recebe água de esgoto e a gente busca alternativas para melhorar esse ambiente trabalhando com jardins e obtivemos resultados com 90% de melhorias que passa de água esverdeada para uma mais transparente gerenciando os recursos escassos garantindo os corpos de abastecimento. Estruturas de jardins podem ser montadas no açude, proporcionando a volta de espaço de lazer como a volta de pedalinhos que após o tratamento será possível", explicou.
Patrícia, que foi coordenadora do plano de saneamento básico de Campina Grande, disse que o custo para montar os jardins no açude é de “250 mil reais”.
Ela revelou que não vai cobrar da prefeitura, que é um projeto de pesquisa, mas que há um custo para ser implantado.
As declarações repercutiram na Rádio Campina FM.
(Por Paraíbaonline)

Um comentário:

  1. 250 mil Reais é troco de Pão.
    Tendo em vista o MONUMENTAL Benefício ao principal Ponto Turístico de Campina.

    ResponderExcluir