segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

PC PRENDE EM FLAGRANTE ACUSADO DE MATAR PEDREIRO POR CAUSA DE UMA CARONA E CONTA EM BAR

Policiais civis da 12ªDSPC prenderam em situação  de flagrante na manhã do domingo (08/01) o acusado de assassinar com um golpe de faca no peito o pedreiro Genildo Pereira da Costa, 38 anos.

Genildo foi ferido em um bar na “Baixa da Areia”, em Alagoa Nova, por volta das 21h30 do sábado (07) e morreu na madrugada do domingo às 02h00 no Trauma em campina Grande.

O acusado trata-se de Isaac de Alcântara Costa, 23 anos.
Ele foi preso em casa pelos agentes Luís Otávio e Carla Maria.
De acordo o delegado Durval Barros, Isaac disse, em depoimento “que não se lembrava de nada do que aconteceu no bar, no entanto já estava se preparando para deixar o estado da Paraíba nesta segunda-feira (09)”.
(Vítima)
O acusado está na Cadeia Pública de Alagoa Nova e o juiz plantonista Philippe Guimarães Padilha Vilar, acatou o pedido do delegado e decretou Prisão Preventiva.
Uma testemunha disse em entrevista na Patrulha da Cidade/TV Borborema que tudo ocorreu após vítima e acusados beberem juntos.
Quando chegou a conta, Genildo solicitou que Isaac colaborasse com a quantia de ’10,00 reais’. Este disse que não tinha. Genildo então disse que não daria carona a ele, pois tinham passado o dia todo bebendo e na hora de pagar a conta, Isaac não queria pagar”.
(Acusado)
Quando Genildo foi para o carro o acusado o seguiu e aplicou um único golpe.
Genildo, mesmo ferido, conseguiu dirigir o próprio carro até o Hospital Municipal Santa Sofia de Castro Costa, mas devido a gravidade do ferimento foi transferido para o Trauma onde acabou morrendo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário