segunda-feira, 6 de março de 2017

ACUSADO DE ATIRAR EM DELEGADO VAI A JÚRI; VÍTIMA FICOU TETRAPLÉGICA E EM ESTADO VEGETATIVO

(Atualizado)
Ivamar de Paiva Barreto acusado de atirar no delegado Leonardo Machado da Costa Sousa Carvalho vai ser julgado nesta terça-feira (07/03) no Fórum Affonso Campos, em Campina Grande.
O policial ficou tetraplégico e em estado vegetativo.

(Ivamar: acusado)
O crime ocorreu no dia 13 de junho de 2015 em Uiraúna, no Sertão paraibano.
Na defesa do réu atuam os advogados Ozael da Costa Fernandes e Alexandre Augusto.
O ministério público será representado pela promotora Artemise Leal Silva.
O júri será presidido pelo juiz Horácio Ferreira de Melo.
ENTENDA O CASO
O delegado Leonardo Machado, então com 37 anos, foi baleado em uma praça e, de acordo com a Polícia Civil, o crime teria sido motivado por uma discussão por causa de uma fila de supermercado.
Segundo as investigações, a vítima discutiu com um homem e, quando saiu do estabelecimento, foi atingido por dois tiros, no abdômen e na cabeça.
O policial foi socorrido e transferido para João Pessoa, onde foi internado.
Durante bastante tempo Leonardo permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva por causa do Traumatismo Crânio Encefálico (TCE).
A PRISÃO DO ACUSADO
A prisão do acusado ocorreu no dia 10 de julho, também de 2015, em Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte, e foi realizada por uma força tarefa das polícias civil da Paraíba e potiguar.
Ivamar estava sozinho, não reagiu a prisão e com ele a polícia encontrou uma espingarda calibre "12".
O acusado nega que tenha efetuado os disparos e acrescentou que não viu quem foi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário