quarta-feira, 22 de março de 2017

AESA CONFIRMA ATRASO NA CHEGADA DA ÁGUA DA TRANSPOSIÇÃO AO AÇUDE DE BOQUEIRÃO

O ex-secretário de recursos hídricos e professor da Universidade Federal da Paraíba, Francisco Sarmento, alertou que a pouca vazão pode atrasar a chegada da transposição ao açude de Boqueirão, que está com menos de quatro por cento de sua capacidade e depende das águas para não entrar em colapso.
Em entrevista na tarde desta quarta-feira (22/03), o presidente da Agência Executiva das águas, João Fernandes, confirmou a pouca vazão e disse que a bomba quebrada é responsável pela diminuição da liberação das águas.
Ele destacou que espera a regularização da situação e que técnicos monitoram os reservatórios.
Dois diretores da Aesa, acompanhados de técnicos da área de engenharia, estão nas obras para medir a água que sai de Campos, que chega a Monteiro e a que está chegando a Camalaú. Por outro lado, o ministério recebe a notícia de que a bomba que estava quebrada foi para o conserto. A vazão inicial devia ser nove metros cúbicos por segundo, mas, no primeiro dia, baixou para quatro e posteriormente apenas 1,8 metros”, contou.
João disse também que o natural seria a liberação de nove metros cúbicos por segundo, que não é o a atual liberado, e que se não for regularizado o problema, haverá atraso em Boqueirão.
Se não aumentar o volume de água e a mãe natureza não ajudar, não vai chegar em grandes quantidades mesmo. Se eu estou recebendo um quarto, é preciso duplicar ou quadruplicar”, explicou.
As declarações repercutiram na Rádio Campina FM.
(Por Paraíba Online)
Foto: Ayslana Luana

5 comentários:

  1. Cada gai no Seu macaco, sabe quem tá obrando a obra, esse cidadão sabe tudo é nunca fez nada

    ResponderExcluir
  2. Das duas uma: estamos lascados ou a Cagepa é muito competente, pois em não se pronunciar dá a entender que está tudo sob controle.

    ResponderExcluir
  3. Nem um poço artesiano trabalha com essa vazão!!! Moral da história: bobo é quem acredita em político, seja qual for a cor da bandeira que ele carega nas costas.
    FICA A REFLEXÃO: política (aliás, politicagem) matou Jesus Cristo, quando se fez carne e habitou entre nós. Mas nós alegremos, porque ele ressuscitou e está sentado à direita de Deus Pai, e jamais nos abandonará!
    Não tenhamos dúvidas: Boqueirão ficará cheio, antes que os 1,8 metros cúbicos de Temer e João Fernandes ultrapassem os limites da ponte de cabaceiras!

    ResponderExcluir
  4. enquanto existir dinheiro para os policos comer. essa água fica mais dificil chegar

    ResponderExcluir
  5. Melhor confiar no senhor do que no homem.. ...

    ResponderExcluir