segunda-feira, 27 de março de 2017

PC PRENDE ACUSADO NA MORTE DE COMERCIANTE QUE FOI ASSALTADO E SEQUESTRADO; CORPO DELE FOI ENCONTRADO CARBONIZADO DENTRO DA MALA DO PRÓPRIO CARRO

(João Batista: vítima)
(Atualizado)
Policiais civis da 12ªDSPC capturaram em flagrante um dos acusados da morte do comerciante João Batista Silva de Melo.
Ele foi assaltado e sequestrado em Santa Luzia, no Sertão.

João Batista, que era comerciante do ramo de bebidas e cigarros, foi encontrado morto carbonizado dentro da mala do próprio carro por volta das 18h00 da quarta-feira (22/03) no sítio “Barra da Canoa” em Pedra Lavrada, no Curimataú.

Em Soledade, durante as diligências contínuas, o delegado Lamartine Lacerda e equipe prenderam imediatamente o acusado Alan Ricelly Queiroz Albuquerque, de 27 anos, que confessou o latrocínio (roubo seguido de morte).

A polícia já identificou os outros envolvidos.
Um trata-se de Silvestre Evangelista Sobrinho, de 18, e  dois adolescentes (de 16 e 17 anos respectivamente).

Em poder de Alan foram encontrados o som do carro e o celular da vítima, bem como centenas de pacotes de cigarros que também pertenciam ao comerciante.
Durante entrevista nesta segunda-feira (27) a polícia informou que os acusados tramaram o crime.
A vítima marcou um encontro com o um dos adolescences em Soledade.
Saiu com esse menor, mas teve o carro seguido por outro veículo onde estavam Alan e mais dois.
Em determinado trecho o carro da vítima foi emparelhado e praticamente jogado para fora de uma estrada e neste local o comerciante foi morto.
Alan Ricelly, ex-vigia, disse que estava tudo certo para ser apenas um assalto, porém os comparsas acharam que deveriam matar João Batista e assim o fizeram.
Alan disse que não participou da execussão e não sabe como foi a hora da morte.
Ele acrescentou foi ameaçado ded morte caso contasse algo ou desistisse da trama.
(Delegado Lamartine Lacerda)
Não parou por ai: durante as diligências os policiais prenderam em flagrante Sandra Vasconcelos.
Ela é acusada de por favorecimento da prostituição, favorecimento real e corrupção de menores.
Duas adolescentes de 15 anos também foram conduzidas à delegacia.
(Redação com informações da 12ªDSPC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário