sábado, 15 de abril de 2017

“OUVINDO A CONVERSA DA PM”: O HOMEM É FLAGRADO COM RÁDIO TRANSMISSOR EM CAMPINA

A polícia militar apreendeu um rádio transmissor em poder de um homem dentro da UPA – Unidade de Pronto Atendimento, no Bairro Alto Branco, em Campina Grande.
Consta no relatório da PM que uma pessoa percebeu que o homem estava copiando “a frequência da PM” e acionou o “190”.

Uma guarnição esteve no local e confirmou a informação repassada.
A contravenção correu na noite desta sexta-feira (14/04), por volta das 21h00.
O objeto foi apreendido e o homem conduzido à DISP,
Contra ele, que mora na zona oeste, foi confeccionado um Termo Circunstanciado de Ocorrência.
Comenta-se que entrar na “frequência do rádio da PM” em Campina Grande é algo muito comum e não existem muitas dificuldades.
Em algumas apreensões realizadas pela PC em pontos de droga, por exemplo, rádios transmissores já foram encontrados.

2 comentários:

  1. Renato Diniz para os radioamadores escuta não é crime, eu conheço ele, o mesmo é radioamador licenciado pela Anatel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ENTÃO, JÁ QUE O CIDADÃO É RADIOAMADOR, A GUARNIÇÃO QUE O DETEVE, TERÁ QUE ARCAR COM AS CONSEQUÊNCIAS, POIS QUEM PRATICOU CRIME FOI A GUARNIÇÃO QUE LAMENTAVELMENTE IGNORA E/OU DESCUMPRE AS LEIS EM VIGOR.
      ANOTEM E APRENDAM :
      DESPACHO ASSINADO POR TRÊS DIGNÍSSIMOS JUÍZES FEDERAIS, SENDO ELES; DRA. JUÍZA FEDERAL MARISA SANTOS, DR. JUIZ FEDERAL ARI AMARAL E DR.JUIZ FEDERAL LUIZ ROBERTO HADDAD, TODOS DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL EM SÃO PAULO, JÁ DECLARARAM QUE RADIOAMADOR NÃO PRATICA NENHUM CRIME AO PRATICAR ESCUTA DE MENSAGENS E CONVERSAÇÕES DE AERONAVES, ÓRGÃOS POLICIAIS E DE QUAISQUER OUTROS SERVIÇOS PÚBLICOS
      MILITA TAMBÉM EM FAVOR DO ACUSADO INOCENTEMENTE, O ARTIGO 57 DA LEI 4.117/62.
      O COMANDANTE DA GUARNIÇÃO QUE COMETEU TAL ARBITRARIEDADE TEM QUE RESPONDER ADMINISTRATIVAMENTE E PENALMENTE PELA SUA DESASTRADA AÇÃO.
      O ACÓRDÃO DA JUSTIÇA FEDERAL TEM O NR : 94.03.067974-3-SP.
      OS RADIOAMADORES DEVIDAMENTE LEGALIZADOS JUNTO AO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, TEM QUE FAZER VALER SEUS DIREITOS. ESPERAMOS QUE NÃO SÓ A CASA DE FREI LAURO E TAMBÉM A LABRE/PB DÊ TODA A ASSISTÊNCIA JURÍDICA QUE SE FAÇA NECESSÁRIA PARA QUE POSSAMOS VIVER EM UM PAÍS ONDE AS LEIS EXISTAM REALMENTE PARA QUE TODOS AS CUMPRAM !

      Excluir