sábado, 27 de maio de 2017

PC PRENDE ACUSADO DE SEQUESTRAR, ROUBAR, MATAR E QUEIMAR CORPO DE COMERCIANTE

Investigadores criminais da 12ªDSPC em Soledade prenderam às 05h00 deste sábado (27/05) Silvestre Evangelista Sobrinho.
Ele é acusado de, na companhia de mais três que já foram presos, sequestrar, roubar, matar e atear fogo no corpo do comerciante João Batista Silva Melo.
Silvestre foi preso em casa.
O CASO

(João: vítima)
João Batista, que era comerciante do ramo de bebidas e cigarros, foi encontrado morto carbonizado dentro da mala do próprio carro por volta das 18h00 de 22 de março, no sítio “Barra da Canoa” em Pedra Lavrada, no Curimataú.
Ele foi assaltado e sequestrado em Santa Luzia, no Sertão.
Durante diligências continuadas policiais já haviam prendido Alan Ricelly Queiroz Albuquerque, de 27 anos, que confessou o latrocínio (roubo seguido de morte) e apreendido dois adolescentes.
Em poder de Alan foram encontrados o som do carro e o celular da vítima, bem como centenas de pacotes de cigarros que também pertenciam ao comerciante.
COMO FOI O CRIME

A vítima marcou um encontro com o um dos adolescentes em Soledade.
Saiu com esse menor, mas teve o carro seguido por outro veículo onde estavam Alan e mais dois.
Em determinado trecho o carro da vítima foi emparelhado e praticamente jogado para fora de uma estrada e neste local o comerciante foi morto.
Alan Ricelly, ex-vigia, disse que estava tudo certo para ser apenas um assalto, porém os comparsas acharam que deveriam matar João Batista e assim o fizeram.
Alan disse que não participou da execução e não sabe como foi a hora da morte.

Ele acrescentou foi ameaçado de morte caso contasse algo ou desistisse da trama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário