terça-feira, 2 de maio de 2017

SARGENTO NETO DENUNCIA IRREGULARIDADES NO CURSO DE FORMAÇÃO DA PM “FALTAM ARMAS E COLETES”

Após tomar conhecimento da falta de coletes, armas e do descumprimento do edital do concurso, através da imprensa e dos próprios alunos do Curso de Formação de Soldados da Policia Militar da Paraíba, o vereador Sargento Neto do PRTB, ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Campina Grande.

Mais  uma vez ele lamentou e alertou os paraibanos, bem como, os membros da Policia Militar da Paraíba, que o Governo do Estado demonstra falta de compromisso com a segurança Pública e não cumpre nem com o próprio edital do concurso.
Na tribuna, o parlamentar destacou que não é de hoje que a cúpula da segurança pública de nosso Estado trata os alunos e policiais com descaso.
Já não bastava a precariedade e defasagem salarial, bem como, falta de armamentos, coletes, viaturas, combustível etc… Agora são os alunos que estão em formação, que gritam por melhor condição e infraestrutura básica, para quem brevemente estará nas ruas combatendo a criminalidade” lamentou.
De acordo com o vereador, os alunos continuam a trabalhar desarmados, sem colete balístico e quando têm, estão vencidos.  
Sargento Neto lamentou também que o Estado ainda vem descumprindo regras do edital.
Segundo o Edital, o curso deveria ter duração de 09 meses, com início em 1° de setembro de 2016, e deveria ser concluído em maio 2017, mas, com as suspensões e paralizações, a previsão de encerramento vai meados de dezembro deste ano”.
O curso de formação de soldados da PMPB, atualmente esta preparando 315 homens, em um prazo de 15 meses e diante deste fato, além do número de alunos serem insuficientes para suprir a necessidade do Estado, que hoje chega a um déficit de mais de 10 mil homens, ou até mesmo, para substituir o número de aposentados ou afastados do serviço por outros motivos, agora os alunos se deparam com uma carga horaria, que extrapola até mesmo a Matriz curricular estabelecida pela SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública), que possui 35 disciplinas com carga horária total de 908h.
Aqui a Polícia Militar da Paraíba, possui uma malha excessivamente extensa, com 54 disciplinas e (1300h), contrariando a orientação que é base para todas as formações dos profissionais de segurança pública do país
Segundo o vereador, o Governador Ricardo Coutinho, se espelha muito sobre as ações do Estado de Pernambuco, mas, as coisas aqui andam muito devagar e sem solução.
Queria que o Governador copiasse de fato e de direito nas ações do vizinho estado, mas, que também copiasse o que da certo por lá, pois, o Curso de Formação da PM de Pernambuco formou em (06) seis meses, 1.400 homens, e em um ano mais de Três mil, e aqui na Paraíba, para formar 315 alunos, o Curso de Formação de Soldados da Policia Militar da Paraíba, passa 15 meses”.
Ainda na Tribuna, o vereador lamentou a ausência de respostas e soluções, ao documento protocolado por ele, e entregue ao Governador, bem como, ao Secretário de Segurança do Estado, contendo diversas sugestões e apelos da categoria.
Em fevereiro deste ano, realizamos uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Campina Grande, e junto aos diversos seguimentos e associações de defesa dos Policiais Militares e servidores da Segurança Pública do Estado, formulamos um documento, que foi entregue pessoalmente no Gabinete do Governador, e até hoje, nada de resposta ou soluções aos problemas foram efetivados, ou sequer respondidos”.
(Por Assessoria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário