quarta-feira, 12 de julho de 2017

CASO TRIPLEX: LULA É CONDENADO A 9 ANOS E MEIO DE PRISÃO

O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, condenou nesta quarta-feira (12/07) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex no Guarujá.

Se a sentença for confirmada em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal (TRF), o petista será preso e pode se tornar inelegível.
A corte costuma, no entanto, levar mais de um ano para analisar as decisões de Moro.
Antes da divulgação da sentença, Moro havia negado pedido da defesa do ex-presidente para que fossem juntados à ação penal que julga a propriedade do tríplex no Guarujá, 11 depoimentos colhidos em outro processo da Operação Lava Jato.
"A instrução já se encerrou faz tempo, as alegações finais foram apresentadas e o processo está concluso para sentença", justificou o magistrado.
Ao indeferir o pedido, Moro disse, ainda, que os depoimentos "sequer são relevantes para o julgamento da presente [ação penal]".
Ao pedir a Moro que os depoimentos fossem emprestados de um processo a outro, os advogados de Lula argumentaram que tais provas "demonstram diversas inconsistências das hipóteses acusatórias comuns à acusação desta ação penal".
(Terra)

Um comentário:

  1. NÃO SE ALEGREM, BRASILEIROS. LEMBREM-SE DE QUE ESTAMOS NO PAÍS DAS FANTASIAS. VAMOS MORRER E JAMAIS VEREMOS ESTA IMUNDÍCIE DESGRAÇADA NA CADEIA. DUVIDO !!!!!!

    ResponderExcluir