terça-feira, 11 de julho de 2017

EM JUNHO: TRANSPORTE PÚBLICO EM CAMPINA PERDEU 200 MIL PASSAGEIROS

As empresas de ônibus de Campina Grande perderam pelo menos 200 mil passageiros no mês de junho. 
A informação partiu do diretor institucional do Serviço de Transporte Público de Passageiros por Ônibus do Município de Campina Grande (SITRANS), Anchieta Bernardino.
Os números apontam que os ônibus que circulam na cidade perderam, em média, quase 7 mil passageiros por dia.
As causas do prejuízo, segundo Anchieta Bernardino estão no prolongamento da greve da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e no aparecimento de outros meios de transporte ilegais no município.
(Anchieta Bernardino)
Hoje em dia temos muitos meios de locomoção na cidade. Quem quiser pode fazer o transporte de passageiros, então isso dificulta muito a operacionalização do transporte coletivo. Somado a isso, temos a greve da universidade que nos tira uma parcela importante de estudantes que usufruem do ônibus para se locomover até a instituição” explicou.
O detalhe é que a grande quantidade de passageiros que deixaram de andar no transporte público de Campina Grande contrasta com o fato de que no mês de junho foi realizado o Maior São João do Mundo e, portanto, a expectativa era de que os ônibus registrassem mais usuários.
Para Anchieta Bernardino, os órgãos municipais e estaduais devem implantar políticas públicas que combatam o transporte ilegal de passageiros e incentive a população a usar o transporte público no dia a dia.
É importante que as pessoas se conscientizem e deixem os carros em casa e usem o transporte público. Quanto mais o transporte público estiver fortalecido, mas qualidade ele vai poder proporcionar aos passageiros.
(Por assessoria)

4 comentários:

  1. Ele quer o que? Que mesmo de greve o povo va andar de ônibus?? Deixar carro em casa? Vai jogar bingo coroa...

    ResponderExcluir
  2. Baixa esse roubo ai, que o povo anda +

    ResponderExcluir
  3. Melhore o sistema de segurança dos ônibus. Eu convido esse cidadão a pegar um ônibus em algumas rotas daqui de campina grande em determinados horários, ou será que ele desconhece a realidade de assaltos?
    Corrija o abuso no preço da passagem, sendo a tarifa de Campina Grande praticamente a mesma do Recife no anel interno. Os estudantes da UEPB estão fazendo falta agora, mas durante o período de aulas as opções são bem limitadas e superlotadas nos horários de pico.
    Ahh, ainda tem o excesso de burocracia no Sittrans.
    Esse cara quer o que o estado blinde a livre iniciativa, se o serviço prestado tivesse qualidade e eficiência a população não iria atrás de meios alternativos. Só com proteção do estado para as empresas continuarem prestando esse serviço horrível, onde o motorista faz o papel dele e do cobrador!!!
    Ah, os ilegal, como eles dizem, agilizam muito a vida do passageiro, e se os dois carteis ainda não entenderam: O consumidor vai para o melhor e mais conveniente serviço.

    ResponderExcluir
  4. este cara e contra o transporte auternativo mais não melhora as frotas de campina grande onibus sucateados motoristas mau preparado enfim não tem um ponto possitivo o que ele quer é o monopolio

    ResponderExcluir