domingo, 9 de julho de 2017

NIEDSON LUA: O TALENTO DE CUITÉ PARA A MÚSICA NORDESTINA

O cantor e compositor Niedson Lua completa 16 anos de carreira.
Nascido em Cuité, no Curimataú paraibano, o poeta de voz inconfundível fez um show espetacular na noite de 25 de junho no Parque do Povo, no Maior São João do Mundo.
Foi maravilhoso, foi espetacular esse momento. Tive a felicidade de participar da festa de São João em Campina. Foi uma honra, um prazer imenso. A força maior veio do povo que nos abraçou”.

Foi um brinde a competência e ao talento.
E no sábado, 02 de julho, Niedson se apresentou no Momento Junino/TV Borborema.
Após a apresentação ele conversou com o www.renatodiniz.com sobre vários assuntos ligados a música e a sua carreira.

O Curimataú é minha história, minha vida. Tenho orgulho disso. Sou louco pelo Curimataú, em especial minha terra Cuité. Tenho duas filhas, mãe, irmãos. Minha família é toda lá”, disse o cantor que em 22 de outubro de 2015 recebeu o título de cidadão campinense, uma propositura dos vereadores Cassiano Pascoal e Antônio Pimentel Filho.
Lua tem uma ligação intensa com Campina.
Aqui alicerçou sua carreira, morou na cidade, construiu laços e fez amigos.
Campina Grande representa minha história, como artista. Quando recebi o título de cidadão campinense (foi outro orgulho na minha vida). Isso é motivo de muito orgulho pra mim. Quem não ficaria?”
O cantor mora em João Pessoa e Cuité. 
“É assim mesmo”.

SERTANEJO X FORRÓ
Sobre a polêmica da “invasão sertaneja” no Maior São João Mundo e em outras festas juninas no Nordeste, Niedson foi objetivo e sem polemizar destacou que “cada um escuta o que quer. O São João de Campina Grande tem sua tradição (lógico), mas na minha concepção o fato de ele ser eclético agrada a todo mundo. Você ‘tira’ pelas noites no Parque do Povo sempre lotado. Ou seja: ‘quem perde o tempo em me criticar, perde a oportunidade em me conhecer’. Esse é o São João de Campina: Parque do Povo lotado”.
O cantor completou: “Essa briga sertanejo contra forró pra mim não existe”.
Na mesma noite em que se apresentou no Parque do Povo, a dupla Maiara e Maraisa também fez show.
“CAMINHADA”

Para conseguir espaço na concorrida música nordestina, o cuiteense foi persistente.
Nunca foi fácil, não é fácil. A gente sabe que não é fácil para ninguém. Hoje as dificuldades são eminentes. A gente sabe que o homem sem DEUS já não é nada. Então eu fico muito feliz de DEUS me dar à possibilidade de cantar, de falar do amor, do sertão e de saudade para esse povo que merece em meio a tanta dificuldade e desgraças”.

Cauteloso e diligente Niedson sempre esteve a frente da sua carreira, agenda, além de toda parte “burocrática” que cerca o cotidiano de um artista, ou seja: ele “correu atrás do seu espaço com unhas, dentes, personalidade e muito pé no chão”.
O diferencial é justamente isso: a gente vende o que a gente acredita, canta no o acredita e você acaba vendendo sua marca, sua cara e sua poesia”, afirmou Lua e completou: “não é que seja difícil não. Quanto mais difícil para mim, melhor”.
MOMENTO JUNINO TV BORBOREMA

A gente fica muito feliz de está aqui no Momento Junino, e voltar ao programa, se apresentar num programa de audiência impressionante. Fui muito legal, impulsiona”.

Nos bastidores do Momento Junino, após se apresentar ao vivo na TV Borborema, Niedson recebeu abraços e elogios de muitos fãs como também do deputado estadual Bruno Cunha Lima e do Diretor do Sistema Opinião Cacá Martins.

Niedson finalizou o contato com o renatodiniz.com de forma descontraída “sapecando” os seguintes versos:
A ressaca deixa a mente frouxa
Vem com banzo, moral e tédio
Dizem que não tem nenhum remédio
Cura só se for com outra
Às vezes deixa as tripas frouxas
E não tem caldo que levante
Ela vem feito um gigante
E a cara ninguém disfarça é que a ressaca é a desgraça
Da desgraça que foi ontem
*Antes se apresentar no último Momento Junino deste ano, ele havia participado das festas juninas em Itaporanga, no Sertão, e após o programa se dirigiu para Picuí, no Curimataú, onde fez show para encerrar a noite sob o olhar da lua e diante de um público fiel bastante entusiasmado.
(Por www.renatodiniz.com)

Um comentário:

  1. Sou fã da música desse camarada.Em relação ao sertanejo no são João infelizmente os novos artistas só saberão o que é isso quando também lhes faltarem oportunidade de mostrarem seus trabalhos, aí eles irão entender os que hoje defendem o forró.

    ResponderExcluir