quarta-feira, 26 de julho de 2017

PC PRENDE ACUSADO DE MATAR JOVEM NO ÚLTIMO DOMINGO EM CAMPINA; ELE TAMBÉM É ACUSADO DE OUTRO HOMICÍDIO NO ANO PASSADO

Policiais da Delegacia de Homicídios em Campina Grande prenderam o acusado de assassinar Marcilene Marques Bezerra, de 26 anos, crime ocorrido na tarde do domingo (23/07) no Bairro Três irmãs.
Ele também é acusado da morte de Arthur Cunha Araújo, de 18, ocorrida em maio do ano passado no Bairro Cruzeiro.

O preso trata-se de Carlos Henrique de Oliveira, de 20 anos.
Contra ele foi cumprido um Mandado de Prisão Preventiva expedido pelo 1ºTribunal do Júri de Campina Grande.
A captura dele ocorreu no Bairro Bodocongó.
De acordo com a delegada Ellen Maria, Henrique ainda é apontado como autor de outros homicídios e tentativa de homicídios.
No momento em que foi detido, o acusado portava um revólver calibre “38”.
A arma é justamente a que foi usada na morte de Marcilene, diz a PC.
Ele ainda teria tentado fugir, porém confessou o crime da jovem.
Às 10h00 desta quinta-feira (27) a delegada recebe a imprensa para dar informações sobre as investigações, as motivações das mortes e a prisão.
O CRIME DE MARCILENE
Ela foi assassinada às 14h50 do domingo com três tiros de revólver na cabeça dentro de uma casa no Bairro Três Irmãs.
Segundo levantamentos da PM, dois “desconhecidos” chegaram numa moto e atiraram na jovem que estava organizando um "chá de fraldas".
Marcilene morava em Bodocongó e se formaria em enfermagem no mês de agosto.
O CRIME DE ARTUR
Artur Cunha de Araújo, 18 anos, foi assassinado dentro de um bar na Avenida Almirante Barros, no Cruzeiro.
O homicídio ocorreu por volta da meia-noite de uma sexta-feira (13/05/16).
O estabelecimento fica nas imediações do contorno do “Dinamérica com Santa Cruz”.
O jovem ainda chegou a ser socorrido para o Trauma.
Os disparos o atingiram no tórax, braços e nuca.

5 comentários:

  1. Tem que mostrar a cara do santo marginal vai que alguém o reconhece de outros crimes

    ResponderExcluir
  2. Tem que mostrar a cara do santo marginal vai que alguém o reconhece de outros crimes.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns polícia civil da Paraíba, esse verme tirou a vida de uma pessoa de bem. Muita cadeia pra ele!

    ResponderExcluir