terça-feira, 29 de agosto de 2017

CRIME DO PADRE: ADOLESCENTE DE 15 ANOS É APREENDIDO PELA POLÍCIA; SEGUNDO ENVOLVIDO JÁ FOI IDENTIFICADO

Na tarde desta terça-feira (29/08) policiais da 21ªDSPC em Solânea, no Brejo, desvendaram o crime que foi vítima o padre Pedro Gomes Bezerra, de 49 anos.
Um adolescente de 15 anos foi apreendido, confessou o homicídio e afirmou que foi ele quem aplicou os 29 golpes de faca no padre.

Contra ele foi cumprido um Mandado de Busca e Apreensão.
Policiais da 7ªCIPM deram apoio a ação da PC.
O crime ocorreu em Borborema.
(Lucas: procurado)
Outro envolvido, identificado como Lucas Sales Gerônimo, de 18 anos, está sendo procurado e contra ele foi expedido um Mandado de Prisão Preventiva, informou o delegado seccional Diógenes Fernandes.
O menor será levado para o Lar do Garoto em Lagoa Seca.
Ele disse que matou porque o padre o forçou a ter relação sexual.
"Numa clara tentativa de desqualificar a vítima", disse o delegado.
A captura do menor ocorreu em Arara.
(Fonte: 21ªDSPC)
O CRIME
Na manhã desta quinta-feira (24/08) o padre Pedro Gomes Bezerra, de 49 anos, da paróquia de Borborema, no Brejo paraibano, foi encontrado morto dentro da Casa Paroquial.
Ele foi assassinado com 29 golpes de faca.
A casa fica na Rua Artur Tinoco Filho.
O corpo dele estava envolto num lençol e havia muito sangue no local.
O Capitão J. Ferreira (7ªCIPM/Solânea) informou na Patrulha da Cidade/TV Borborema que pode ter ocorrido luta corporal.
Ele disse também que as portas e janelas da residência não foram violadas dando a entender que o assassino conhecia o padre ou tinha acesso a Casa Paroquial.
O corpo do pároco foi encontrado entre a sala e a cozinha.
"Os funcionários ficam na casa até o meio-dia e após esse horário, o padre ficava sozinho", contou o capitão J. Ferreira.
A residência se encontrava revirada.
Está descartado latrocínio, mas o carro do padre foi encontrado numa estrada em arara, no Curimataú.
Aproximadamente "8.500,00 reais" foram deixados no local.
A polícia também confirmou que alguém pode ter ingerido bebida de dentro da casa.
Padre Pedro era natural de Guarabira, na mesma região, e fazia um ano que estava atuando em Borborema.
Este ano ele completaria 24 anos de ordenação sacerdotal.
O delegado Diógenes Fernandes e equipe assumiram as investigações.

5 comentários:

  1. Tudo isso é culpa do "famoso": celibato clerical!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não necessariamente culpa do celibato. Não sei se a igreja aceitaria relações homoafetivas.

      Excluir
  2. Isso já era pedra cantada... Estava na cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava bem atípico de um crime homofobico, mais parece um crime passional de fim de relacionamento.

      Excluir
  3. Fugireis das tentações e as maldições do mau figirão de tí,que Deus faça justiça com este assassino e que Deus tenha mosericórdia da alma desse padre se for verdade que houve tentativa de algum tipo de relação homoafetiva entre o padre e este menor, como sabemos, isto é inaceitável para uma pessoa que prega o Cristianismo! Que Deus o tenha e que a família tenha forças para seguir em frente.Que Deus vos abençoe.

    ResponderExcluir