segunda-feira, 28 de agosto de 2017

DOM JOSÉ MARIA PIRES VAI SER ENTERRADO EM JOÃO PESSOA NA TERÇA-FEIRA; BISPO EMÉRITO DA PARAÍBA ESTAVA INTERNADO PARA TRATAR PNEUMONIA E MORREU EM HOSPITAL DE BELO HORIZONTE

O Corpo de Dom José Maria Pires vai ser enterrado em João Pessoa na terça-feira (29/08) após a celebração da Missa de Exéquias, conhecida como missa dos fiéis defuntos, programada para começar às 16h00 na Basílica de Nossa Senhora das Neves.

Dom José, que era Arcebispo Emérito da Paraíba e tinha 98 anos, morreu no domingo (27) em Belo Horizonte, onde está sendo velado nesta segunda-feira (28).
Dom José estava internado em um hospital de Belo Horizonte, em Minas Gerais, para tratar uma pneumonia. Ele foi hospitalizado depois de chegar doente de uma viagem a trabalho para celebrar em uma festa de Nossa Senhora do Rosário e os médicos já tinham adiantado que o quadro dele era delicado por conta da idade.
Em João Pessoa, ao longo de toda a terça-feira vão ser celebradas várias missas na Basílica, mas até as 11h30 desta segunda-feira ainda não havia definição a respeito dos horários.
O corpo do bispo deve chegar à Paraíba no início da madrugada da terça-feira no Aeroporto Castro Pinto, em vôo previsto para chegar à 1h55.
De lá, tem início um cortejo em carro aberto, com o corpo sendo levado em um carro dos Bombeiros até a Basílica, no Centro da capital.
PADRE HÁ 70 ANOS, BISPO HÁ 60
Natural de Córregos, em Minas Gerais, dom José Maria Pires tinha 70 anos de ordenação como padre e 60 como bispo.
Como bispo, foi presidente da Comissão Episcopal do Nordeste 2, que reúne os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas.
Ele foi o quarto bispo da região metropolitana de João Pessoa e esteve à frente da Igreja Católica na Arquidiocese entre os anos de 1966 e 1995.
A última visita com agenda oficial do Dom José a Paraíba aconteceu em maio, quando ele participou da posse do atual Arcebispo, dom Manoel Delson.
Alguns dias antes, ele tinha representado a Arquidiocese durante a assembleia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, evento em que era o bispo mais velho.
E no último dia 13 ele fez uma palestra sobre Concílio Vaticano II e Doutrina Social da Igreja em Belo Horizonte.
Em nota oficial, dom Delson destacou que a morte de dom José aconteceu no domingo em que a Igreja celebra a vocação do catequista e tratou o bispo como "um grande pastor".
"Dom José foi um dos catequistas mais ativos e humildes à frente do seu rebanho, e que soube impor a sua voz, sempre que necessário, em defesa dos menos favorecidos", diz na nota.
Dom Delson também lembrou que dom José era chamado carinhosamente de 'Dom Pelé' pelos paraibanos.
(G1 PB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário